Igreja Evangelica Jesus Cristo é o Senhor: Outubro 2013

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

VAI ACONTECER NA IGREJA EVANGÉLICA JESUS CRISTO É O SENHOR O 1º CONGRESSO DA FAMILIA NA CIDADE DE UBATÃ BAHIA

                                                   
                                                            PASTORES CONVIDADOS
DIA 1º FAZENDO A ABERTURA
O PASTOR JOSÉ ROBERTO

DIA 2º MINISTRANDO A PODEROSA PALAVRA DO SENHOR JESUS CRISTO
O PASTOR ANTONIO DE ANIZIO

DIA 3º MINISTRANDO E LOUVANDO O
PASTOR  ELIAS.

DIA 4º SENDO USADO PELO ESPIRITO SANTO O
PASTOR ROBSON DE JESUS

PASTOR LEANDRO

PASTOR ANTONIO SOUZA

PRESBÍTERO MARCELO MASCARENHAS

COOPERADOR DALMO MARQUES E DAIANE DOS SANTOS

LOUVANDO E ADORANDO AO SENHOR
JOÃO CLEBER
A CANTORA REJANE COUTO
CAROLINE CARLOS
TAYANE
CAROLZINHA
EDSON SANTOS
MARCELO ALMEIDA

CEADELP A MAIOR CONVENÇÃO DO BRASIL E DA EUROPA

 EM PORTUGAL
PASTOR PRESIDENTE MUNDIAL IZAIAS ROZA

NO ESTADO DA BAHIA

PASTOR PRESIDENTE NA BAHIA JOSÉ ROBERTO PINTO DOS SANTOS
PASTOR VICE PRESIDENTE NA BAHIA JOSÉ CARLOS MARQUES DOS SANTOS

O terrível demônio chamado INVEJA

O terrível demônio chamado INVEJA

Gên 26:13-15 "Enriqueceu-se o homem, prosperou, ficou riquíssimo; possuía ovelhas e bois e grande número de servos, de maneira que os filisteus lhe tinham inveja. , por isso, lhe entulharam todos os poços que os servos de seu pai haviam cavado, nos dias de Abraão, enchendo-os de terra." A inveja não é apenas um sentimento. É uma força espiritual que move demônios poderosíssimos. É como uma nuvem negra que se move, tendo como origem um coração invejoso, e o destino é a vida do invejado. Esta nuvem é um demônio enviado, na maioria das vezes INVOLUNTARIAMENTE, através do desejo invejoso do coração de alguém. Ela é avassaladora e destrói tudo que vê pela frente. Televisores pifam, empregos se tornam inferno, casamentos acabam, ministérios afundam. A inveja pode até causar doenças e morte. Para lutar contra este demônio, precisamos nos afastar dos invejosos. Saibam eles ou não, tornaram-se canalizadores de demônios, e se tornam maldição sobre a nossa vida. Para isso precisamos ser frios. Yeshuw'ah disse que precisamos ser simples como pombas, MAS PRUDENTES COMO SERPENTES. A serpente tem uma característica singular: Ela tem sangue frio. Não tem sentimento, não tem emoções. A prudência é algo que independe do sentimento. Afaste-se dos invejosos, ainda que os ame. Afaste-se dos invejosos, ainda que sejam grande

Tipos de ovelhas problemáticas à luz da Bíblia.






Sete ovelhas problemáticas

Há diferentes tipos de ovelhas em qualquer rebanho, assim como há diferentes tipos de obreiros no ministério. Cada tipo de ovelha requer cuidados específicos da parte do seu pastor ou dirigente. A ovelha boa é vista em João 14.27,29 e Salmos 23. A ovelha boa não apresenta problemas para si, nem para o seu pastor. A ovelha boa apenas requer do seu pastor ou dirigente alimentação, proteção, cuidado, contato e administração.

A ovelha problemática é vista em Ezequiel 34, onde se apresentam sete tipos de ovelhas problemáticas, em má situação:

1) A ovelha “fraca" (v4) – São os débeis espirituais, sem forças para resistir, sem forças para lutar, sem forças para vencer. São crentes sempre infantis. Aborrecem-se por tudo. São "carnais", conforme 1 Coríntios 3.

2) A ovelha “doente” (v4) – São os acamados espirituais. O termo original indica um estado doentio crônico espiritualmente.

3) A ovelha “quebrada” (v4) – São os mutilados espirituais, com feridas abertas, aleijados espirituais, “acidentados” espirituais.

4) A ovelha “desgarrada” (v4) – São os que deixaram o caminho do Senhor, os desviados.

5) A ovelha “perdida” (v4) – São os que estando na igreja nunca nasceram de novo (Ex 12.38; Nm 11.4; 1Co 15.34; Jo 2.23-25).

6) A ovelha “gorda” (v16) – A ovelha “gorda” parece uma ovelha boa, mas não o é. São os crentes auto-suficientes espirituais. De nada necessitam, sabem tudo, podem tudo. Ovelha “gorda” à custa de quê? Ver, por exemplo, Levítico 3.16.

7) A ovelha “forte” (v16) – A ovelha “forte” parece uma ovelha boa, mas também não o é. São os violentos, os truculentos, os “atacantes”, os durões, os provocadores, os inflexíveis dentro da igreja. São os “guerrilheiros espirituais” (Mc 9.38). Ora, guerrilha não é guerra convencional; é combater o mau combate, e não o “bom combate” (2Tm 4.7). Veja o que diz a Bíblia acerca desses “fortes" em Salmos 78.31

É possível ser salvo sem ser cristão ?


É possível não ser cristão e ser salvo?



Como interpretar João 10.16: “Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco”?

Todos os salvos têm a certeza da salvação porque creram no Senhor Jesus e se arrependeram de seus pecados (Jo 3.16 e Rm 10.9,10). Mas, o que o Mestre quis dizer em João 10.16, ao mencionar “outras ovelhas”, de outro aprisco? Estaria Ele aludindo à salvação fora do cristianismo? Haveria, a partir dessa passagem, uma abertura para acreditarmos que muçulmanos, budistas, espíritas, etc. poderão ser salvos, mesmo permanecendo nessas religiões?

Jesus é o único Mediador entre Deus e os homens (1Tm 2.5 e At 4.12). Qualquer religioso, ao se converter de verdade, passa a trilhar o único caminho para a salvação (Jo 14.6), visto que é impossível receber a Cristo como Salvador e continuar abraçando a reencarnação ou outras doutrinas anticristãs. A quem, pois, o Mestre se referiu em João 10.16? Alguns estudiosos argumentam que as “outras ovelhas” seriam os judeus helenistas, dispersos pelo mundo. Mas o próprio Evangelho de João mostra que o Mestre se referiu aos salvos do mundo todo. Considerando que, em João, o Senhor afirma que a mensagem de salvação é para o mundo inteiro (1.10 e 12.32), as “outras ovelhas” seriam judeus e gentios, indistintamente (7.35-39). Aliás, nesse mesmo Evangelho, o Senhor Jesus é chamado textualmente de “o Salvador mundo” (4.42).

Não existe salvação fora de Cristo e, consequentemente, do verdadeiro cristianismo, posto que este é formado por indivíduos que obedecem àquEle. Ao dizer “Ainda tenho outras ovelhas que não são deste aprisco”, o Senhor se referiu, à luz do Novo Testamento, ao resultado da Grande Comissão (Mt 28.19 e Mc 16.15), que teria início após sua morte e sua ressurreição (Jo 11.46-52; 17.20-23). Aliás, no próprio capítulo 10 de João, o Senhor Jesus asseveou: “Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo” (v9 – ARA).

Diante do exposto, a resposta bíblica à pergunta em apreço é a seguinte: as condições para se obter a salvação em Cristo Jesus — que se dá exclusivamente pela sua graça (Tt 2.11) — são duas: arrependimento e fé, as quais estão casadas (Mc 1.15 e At 2.38ss). O infrator crucificado ao lado de Jesus, por exemplo, não era evangélico, mas, ao arrepender-se de seus pecados e crer no Salvador, ouviu deste a seguinte promessa: “hoje estarás comigo no Paraíso” (Lc 23.43).

Ser evangélico não é uma condição para ser salvo. Mas pertencer a uma igreja evangélica — compromissada com a Palavra de Deus, que ama o próximo, prega o Evangelho e obedece à sã doutrina — em geral indica que houve conversão (At 3.19). Por outro lado, diferentemente do que assevera o papa Bento XVI, a salvação não é exclusividade de uma religião pretensamente cristã, como o catolicismo. Religião alguma pode salvar alguém (Ef 2.8-10). Pertencemos a uma igreja porque temos a necessidade de cultuar a Deus de modo coletivo, desfrutar de comunhão e aprender uns com os outros etc.

O bom Combate

Versículo do dia.

Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé.Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.

2 Timóteo 4:7-8

EXISTE HIERARQUIA NA IGREJA?

EXISTE HIERARQUIA NA IGREJA?



Aumenta a cada dia o número de crentes que não se sujeitam a líderes e pensam que estão certos. Não respeitam pastores, verberam contra a liderança e afirmam que só devem obediência a Deus. “Igreja não é quartel general”, afirmam. E chamam qualquer liderança firme, segura, de coronelista ou despotista.

De acordo com 1 Coríntios 12.28, a hierarquização na igreja local existe, não para que um portador de certo dom e ministério se considere superior aos outros, e sim para que haja ordem. Veja: Deus pôs na igreja “primeiramente apóstolos” (cf. Efésios 4.11).

Existem apóstolos, hoje? Sim! Mas há também pseudo-apóstolos, que propagam muitas “apostolices”. Quem são os apóstolos verdadeiros? São homens de Deus, enviados por Ele, com grande autoridade, e não autoritarismo. Eles formam a liderança maior da igreja, independentemente dos títulos que receberam na igreja local: pastores-presidentes, bispos, reverendos, pastores, presbíteros, etc.

O texto de 1 Coríntios 12.28 afirma, também, que Deus pôs na igreja “em segundo lugar, profetas”. Não confunda estes com os crentes que falam em profecia nos cultos, também chamados de profetas em 1 Coríntios 14.29. O ministério profético neotestamentário é perpetrado por pregadores (pregadores, mesmo!) da Palavra de Deus, portadores de mensagens proféticas (Efésios 4.11). Em seguida, o texto em apreço assevera: “em terceiro, doutores”. Essa hierarquização ocorria na igreja de Antioquia da Síria: “havia alguns profetas e doutores, a saber: Barnabé, e Simeão, chamado Níger, e Lúcio, cireneu, e Manaém, que fora criado com Herodes, o tetrarca, e Saulo” (Atos 13.1).

É importante não confundir títulos com ministérios e dons. Estes vêm do Espírito Santo, enquanto os títulos são recebidos dos homens. Embora na Assembleia de Deus histórica, por exemplo, não haja o título de apóstolo, existe o ministério apostólico. Este, segundo a Bíblia, perdurará “até que todos cheguemos à unidade da fé e ao conhecimento do Filho de Deus, a varão perfeito, à medida da estatura completa de Cristo” (Efésios 4.13).

Finalmente, em 1 Coríntios 12.28, está escrito: “depois, milagres, depois, dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas”. Milagres só vêm depois de apóstolos, profetas e doutores? Isso mesmo. Na hierarquização feita por Deus, o ministério da Palavra é mais prioritário que os milagres, haja vista serem estes o efeito da pregação do Evangelho (Marcos 16.17). Observe que João Batista foi considerado por Jesus o maior profeta dentre os nascidos de mulher, mesmo sem ter realizado sinal algum (João 10.41).

Se não houver hierarquia nas igrejas, para que servirão os cargos e funções? Qualquer pessoa, dizendo-se usada por Deus, poderá mandar no pastor. Aliás, isso estava acontecendo na igreja de Tiatira, e o próprio Senhor Jesus repreendeu o obreiro frouxo que não estava exercendo a liderança que recebera do Senhor (Apocalipse 2.20). Deus é Deus de ordem! Por isso, o princípio divino da hierarquização aparece em várias outras passagens neotestamentárias: 1 Coríntios 14.26; 15.23; 1 Tessalonicenses 4.17; 5.23; Colossenses 2.5.

Na Bíblia, portanto, vemos que Deus prioriza e hierarquiza. Ele — que podia ter formado todas as coisas com uma única palavra — fez questão de formar tudo a seu tempo, dia a dia (Gênesis 1). O Senhor também determinou a disposição ordenada das tribos de Israel (Números 2), demonstrando ser um Deus de ordem (1 Coríntios 14.40). Os dons e ministérios não são invenção humana. Eles foram dados por Deus para edificação do Corpo de Cristo e para que haja ordem no meio do povo de Deus (Efésios 4.11-15).