Igreja Evangelica Jesus Cristo é o Senhor: Maio 2011

quinta-feira, 26 de maio de 2011

O CULTO DA VITRIA


ACONTECERÁ NA CONGREGAÇÃO DA IGREJA EVANGÉLICA JESUS CRISTO É O SENHOR NA REGIÃO DO ALTO DO PAULO BISPO NO MUNICIPIO DE WENCESLAU GUIMARAÊS BAHIA BRASIL, ONDE NA O PORTUNIDADE ESTRÁ PRESENTE O PASTOR PRESIDENTE DO MINISTÉRIO JOSÉ CARLOS MARQUES DOS SANTOSJUNTAMENTE COM O BRESBITERO VALDIR DE JESUS E Á MISSIONARIA ANTONIA DE JESUS, QUE NESTE DOMINGO ACONTECERÁ O BATISMOS DE VARIOS IRMÃOS VAI SERA UMA BENÇÃO DO SENHOR JESUS CRISTO.
ESTE E UM GRANDE CONVITE QUE O PASTOR JOSÉ CARLOS E O PRESBITERO VALDIR LHE FAZ

domingo, 22 de maio de 2011

Juventude - 12 Qualidades do Jovem Líder

este número queremos compartilhar 12 Qualidades necessárias na vida de um Jovem Líder. Todo jovem que deseja fazer a obra de Deus deverá buscar estas qualidades em oração até que cada uma delas sejam geradas pelo Espírito Santo no seu interior. Tornando-se assim, uma realidade em sua vida. Uma observação se faz importante aqui: O Espírito Santo trará uma profunda crise, até que estas qualidades sejam geradas no interior de cada jovem, que ardentemente desejar estas qualidades impressas em seu interior, em seu caráter.

1º - O Jovem Líder deve ser: Transparente

Nada melhor do que nos relacionarmos com jovens transparentes. Esta é a marca de alguém que tem vencido o orgulho e a necessidade de ser aceito. Jovens transparentes, são jovens livres; mais ainda, refletem segurança nos relacionamentos.

2º - O Jovem Líder deve ser: Ensinavel

Jovens arrogantes e sabichões nunca aprendem nada. Se existe algo que nós jovens devemos aprender nestes dias, é a capacidade de sermos ensináveis. Disponibilidade para inclinar os ouvidos e o coração para ser ensinado, é um bom sinal.

3º - O Jovem Líder deve ser: Submisso

Uma das estratégias de Satanás na vida do jovem é fazê-lo rebelde e insubmisso. Submissão não é prisão, é liberdade. Submissão é uma dos segredos de uma vida longa, próspera e cheia de frutos. Jovens submissos às autoridades são jovens prevalecentes.

4º - O Jovem Líder deve ser: Tratável

É difícil conviver com alguém duro, resistente e cheio de razão. Jovens intratáveis nunca erram, estão sempre com a razão, justificam-se sempre e finalmente, nunca terão o caráter transformado. Afinal, são intratáveis. Aqueles que têm o coração amolecido por Deus se deixam tratar e se tornam grandes líderes na casa de Deus.

5º - O Jovem Líder deve ser: Humilde

Qualidade marcante de quem possui uma vida rendida diante do Senhor Jesus. Para estes não há lugar para o orgulho ou a soberba. Só há lugar para um coração despojado, entregue, rasgado diante do altar de Deus. Jovens com um coração humilde expressam a vida de Jesus.

6º - O Jovem Líder deve ser: Manso

Jesus disse que devemos aprender d'Ele, que é manso e humilde de coração, pois só assim encontraremos descanso para nossas almas. A humildade e a mansidão nos fazem ser semelhantes a Jesus, e traz descanso a nossa alma.

7º - O Jovem Líder deve ser: Cheio do Espírito Santo

Não pode ser cheio de si mesmo. Cheio de idéias e conceitos próprios. Deve ser cheio do Espírito. Na Bíblia, um dos símbolos do Espírito Santo é o vinho, símbolo de alegria e de vida. Assim os líderes jovens devem ser reconhecidos: cheios de alegria e cheios de muita vida de Deus - este é o nosso combustível ministerial.

8º - O Jovem Líder deve ser: Determinado

A determinação é um fator predominante na vida daqueles que querem vencer. Determinação é um ato da nossa vontade. Jovens de vontade livre terão mais facilidade para desenvolver esta qualidade.

9º - O Jovem Líder deve ser: Fervoroso

Este é o ingrediente que dá brilho ao ministério do jovem líder. Chega a ser empolgante observar alguns jovens no desenvolver de seu ministério. Há uma diferença entre um líder frio, um morno e outro fervoroso. O frio traz desânimo consigo, o morno não influencia em nada, enquanto que o fervoroso faz toda a diferença.

10º - O Jovem Líder deve ser: Motivado

Como é bom ter líderes motivados na igreja, e como é bom estar ao lado deles. Eles nos impulsionam a seguir em frente e vencer. Na verdade, a motivação do líder é responsável por 50% do êxito de seu ministério. Líderes motivados tem o crescimento desobstruído.

11º - O Jovem Líder deve ser: Disposto

Nada mais chato que tratar com pessoas indispostas. Geralmente não produzem nada, e tem a capacidade de influenciar negativamente, com sua indisposição, os que se mostram dispostos. Disposição é uma qualidade importante na liderança.

12º - O Jovem Líder deve ser: Ousado

E para finalizar, a bendita ousadia que nos conduz onde quer que o Senhor nos conduza. Uma pequena direção dada por Deus no nosso Espírito, nos fará avançar e prosperar naquilo para qual fomos dirigidos, sem qualquer dúvida, questionamento ou sentimento de incapacidade. O jovem líder que desenvolve esta qualidade, avança, prospera e supera suas próprias limitações.

Minha sincera oração, é para que o Senhor gere em nosso espírito um desejo e necessidade ardentes por estas qualidades em nossa vida. Amém

E-mail de contato: iejcs2007@hotmail.com



Enviar Comentário Indicar para um AmigoVersão para Imprimir Assinar Feed

Arrebatamento em de 21 de Maio e Garantido


eles estão loucos e não sabem nada da Palavra do Senhor Deus Pois estar Escrito que Nem o Filho e nem os Anjos do Céu não sabem nem o dia e nem a hora mais unicamente o Pai que Estar no Céu.

Um porta-voz da Family Radio afirmou ao The Christian Post que o arrebatamento de 21 de maio é “garantido” e disse que a data de fim do mundo foi revelada através de estudos bíblicos e da presença do Espírito Santo.

Anthony Hernandez, um orador frequente no programa Echoes (Eco) da Family Radio, ensina sobre temas como “ser advertido de coisas ainda não vistas” e “O tempo está próximo.” Como muitos dos seguidores de Harold Camping, ele está se preparando e preparando a outros para o 21 de maio, o dia em que Camping diz que vai marcar a segunda vinda de Cristo.

Apesar das escrituras, tais como aqueles em Mateus 24:36, que diz: “Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai,” Hernández insistiu que os Cristãos podem saber a data do dia do julgamento com estudo da Bíblia e orientação do Espírito Santo.

“é uma desculpa conveniente se você acabou de ler `Ninguém sabe o dia nem a hora` e em outros lugares onde ele diz: `Ele está vindo como um ladrão na noite,” [e dizer] ‘OK, tudo bem, eu não tenho que olhar para isso,’” disse Hernandez.

Em vez disso, ele disse que o que as escrituras estão realmente dizendo é que ninguém sabe a hora a menos que o Espírito Santo revele a ele ou ela.

No entanto, os teólogos estudados não estão comprando esse argumento.

Dr. R. Albert Mohler, Jr., presidente do Seminário Teológico Batista do Sul, em Louisville, Kentucky, escreveu terça-feira que a profecia de Camping parece rotular apenas a si mesmo e aqueles que afirmam os seus ensinamentos como verdadeiros crentes.

Camping, 89, disse sobre o arrebatamento de 11 de maio em entrevista à revista Nova York, “A Bíblia tem todas as palavras na língua original – foi escrita por Deus. Aliás, nenhuma Igreja acredita nisso, eles não seguram a Bíblia com o grande respeito que deveria.”

Ele passou a dizer: “Quando chegarmos a 21 de maio no calendário em qualquer cidade ou país do mundo, e o relógio – isto é baseado em outros versículos da Bíblia – marcar 6 horas da tarde, vai haver este terremoto tremendo que vai fazer o último terremoto no Japão parecer nada em comparação. E o mundo inteiro será avisado de que o Dia do Julgamento já começou.”Camping considera ainda que o mundo será completamente destruído em 21 de outubro.

Mohler observou que os Cristãos têm o direito de buscar o retorno de Cristo. No entanto, ele disse que eles não devem desenhar uma linha na história e fixar uma data.” “Devemos cuidar dos negócios do pai, compartilhar o Evangelho e viver vidas cristãs fiéis,” disse Mohler, um batista do sul e evangélico influente.

De acordo com Hernandez, a Family Radio está fielmente compartilhando o Evangelho no exterior e em todos os 50 estados antes de sábado. O Projeto Caravan da Family Radio empregou quatro ônibus para difundir o Evangelho por todos os Estados Unidos até sexta-feira. O Projeto Jonah (Jonas) está enviando voluntários ao redor do mundo para testemunhar às pessoas sobre a segunda vinda de Cristo em locais “difíceis de alcançar.”

Hernandez disse sobre os esforços de evangelização Family Radio, “eu olho para isto da mesma maneira que Deus enviou Jonas para o povo de Nínive. Ele disse, ‘vá a Nínive, diga em 40 dias, eles vão ser destruídos.”

A única diferença entre a mensagem de Jonas e Camping, Hernandez disse, é “enquanto que Ele não destruiu aquela cidade. Esta é a garantia de que Ele vai destruir o mundo.”

Jason Boyett, o autor cristão dos livros Guia de Bolso do Apocalipse e O Me of Little Faith (Minha Pouca Fé), advertiu que a pregação do Evangelho voltando-se para a profecia de Camping irá inevitavelmente criar verdadeiras vítimas.

Boyett escreveu no The Washington Post, na página da fé, “a fé de Camping irá sobreviver à decepção iminente, assim como seu império da rádio e ministério. Ele dará desculpas e marcará uma outra data. Eu não me preocupo com ele; eu me preocupo com seus seguidores e suas famílias.”

Boyett compartilhou sua experiência como um aluno do oitavo ano que experimentou a previsão de Edgar C. Whisenant de que 1988 seria o ano do arrebatamento. Seu pastor – e consequentemente ele próprio – levaram a sério a previsão.

“Quando Jesus não voltou em 1988, fiquei aliviado, mas eu também perdi um pedaço da minha fé. Acreditar tornou-se mais difícil para mim,” compartilhou ele.

Camping também fez uma previsão do dia do julgamento anteriormente, dizendo que havia uma probabilidade muito alta de que o mundo fosse acabar em 1994. Apesar da previsão falha, ainda muitos venderam suas casas, deixaram seus empregos e gastaram suas economias em antecipação ao dia 21 de maio de 2011.

A NPR relatou recentemente que um dos seguidores de Camping, Adrienne Martins, de 27 anos e seu marido, Joel, largaram seus empregos e se mudaram para uma casa alugada em Orlando, onde eles distribuíram panfletos. O casal disse ao programa da rádio que eles estão gastando as últimas de suas economias, porque não veem uma necessidade de segurar mais um dólar.

Hernandez disse que muitos de seus amigos também estão deixando suas posses terrenas a tempo para o 21 de maio.

Embora ele esteja de acordo com a profecia de sábado, Hernandez optou por usar suas horas de férias, em vez de deixar o emprego. Além disso, ele e sua mulher continuam a pagar suas contas.

Ainda que sua esposa seja favorável à profecia, ela não está “de acordo cem por cento,” disse Hernandez

Varios Artista Gospel no Rool da Noticia

Dito e feito! O diretor executivo da Sony Music anunciou no twitter que nessa semana a cantora Damares chegaria ao patamar de 240 mil cópias vendidas do álbum Diamante!! E nessa sexta o anúncio foi feito pelo Blog Oficial da cantora!

Lançado no final de 2010 o disco continua, mesmo depois de seis meses, liderando as vendas de produtos evangélicos por todo país e as canções 'Um novo Vencedor', 'Sacrifício e Adoração' e outras continuam entre as mais tocadas das rádios evangélicas.

Pode até parecer exagero mas Damares é uma das poucas cantoras nacionais que conseguiram em tão curto espaço de tempo conquistar disco de ouro [40 mil], platina [80 mil], platina duplo [160 mil] e agora platina triplo [240 mil].

No que diz respeito à níveis de certificação da ABPD [Associação Brasileiras do Produtores de Disco] só falta Damares conquistar o disco de Diamante! E os fãs da cantora já se posicionaram dizendo que não falta muito para isso acontecer!!!

Prezando pela divulgação de conteúdo pentecostal, nós do Olhar Pentecostal temos mais é que desejar mais sucesso para Damares e toda sua equipe! Vale lembrar que o sucesso do disco também é mérito dos compositores, do Melk Carvalhêdo [Produtor] e da Sony Music pelo trabalho de divulgação!!!
A cantora Jossana Glessa está comemorando 25 anos de ministério e nessa semana anunciou o nome do mais novo trabalho. Será 'Minha Família' e pelo twitter a cantora informou que o CD já está em fase de mixagem e que em breve o disco estará à venda em todo país.

Agora é esperar por mais um lançamento pentecostal com um tema bastante atual: Família que será o 10º trabalho da cantora!
A Barbie Gospel Pentecostal como é carinhosamente apelidada já começou os preparativos para mais um projeto solo pela Sony Music. Pelo twitter a cantora confirmou que assim como aconteceu no cd anterior, neste novo trabalho ela também irá gravar participação especial com algum(a) cantor(a).

A cantora está em fase de seleção de repertório e para esse trabalho pretende mais uma vez investir no pentecostal raiz que a consagrou no mercado. Vale lembrar que o CD 'Celestial', lançado em 2010 já é disco de ouro por ter ultrapassado a vendagem de 40 mil cópias.

Outra boa notícia dada pela cantora ao ser entrevistada por Vanilda Bordieri no FOFOCANTORA é que o novo CD terá um encarte com bastante fotos, assim como fora feita no álbum Pérola (aclamado pelo público e pela crítica).

Quanto a participação especial algumas pessoas já começaram a chutar. E você?? Quem você acha que deveria gravar ao lado de Elaine de Jesus?
Depois do 'lançamento' do Seda Liso Diamante (rsrs) eis que surge mais um fato cômico envolvendo a cantora Damares. Desta vez foi um vídeo humorístico da canção 'Sabor de Mel'


A canção que foi sucesso nacional na voz da cantora Damares e deu a ela o título de uma das maiores cantoras de gênero Pentecostal do Brasil ganhou uma versão um tanto quanto engraçada. O vídeo é uma sátira da canção escrita por Agailton Silva e leva alguns trechos da música ao pé da letra, como 'passar na prova' e o próprio 'sabor de mel'. O resultado ficou bem engraçado. Confira:
O cantor Latino explicou no palco do Domingo Legal (15-05) que sugeriu que o CD 'Junto e Misturado 3' seja com o gênero Gospel. O cantor disse que não pretende ser cantor gospel pois sabe da responsabilidade que esse título leva.

De acordo com o cantor a idéia do 'Junto e Misturado' deu muito certo (As duas primeiras edições tiveram sucessos estourados em todo Brasil) e como ele gosta de música gospel seria uma boa iniciativa gravar com a 'galera' que já canta nesse segmento. Foi ai que ele citou os grandes nomes da música gospel; Fernanda Brum, Cassiane e Aline Barros.

Confira o vídeo em que o cantor responde se ele pretende ser cantor Gospel:

Latino completa em 2011 seus 18 anos de carreira e adiantou que se o projeto foi aprovado o CD só será lançado em 2013!

Livro de menino que relata ter ido ao céu é o fenômeno editorial do ano

Apenas dois meses antes de completar quatro anos, Colton Burpo, filho de um pastor evangélico de Imperial, Nebraska, foi levado às pressas para uma cirurgia de emergência por causa de uma apendicite.
Após a operação, acordou contando uma história surpreendente: ele morreu e foi para o céu, onde conheceu seu bisavô e personagens bíblicos como Sansão, João Batista e Jesus. Os olhos do Salvador “eram uma espécie de mar azul e pareciam brilhar”, recorda Colton, agora com 11 anos.

Todd Burpo, pai de Colton, transcreveu a experiência do garoto em um livro de 163 páginas, chamado Heaven is for Real [O céu é de verdade]. Este foi o inesperado sucesso do inverno, dominando as listas de best-sellers e vendendo centenas de milhares de cópias.

Thomas Nelson, a editora do livro, afirma ter quebrado seus recordes de vendas com esse lançamento. A tiragem inicial foi de 40.000 exemplares. Desde o lançamento em novembro de 2010, foram mais 22 edições, totalizando mais de 1.5 milhão de cópias. “O Céu é de verdade” chegou a ficar em primeiro lugar na lista dos mais vendidos na categoria não-ficção do New York Times nas últimas semanas. Já foi traduzido em várias línguas e em breve chegará ao Brasil pela subsidiária nacional da Thomas Nelson.

Muito do sucesso do livro é resultado de propaganda boca a boca, já que não teve acesso aos canais geralmente usados por outros best-sellers. Não houve uma grande divulgação do livro, não era fruto de uma editora muito famosa nem seu autor era conhecido. Mas ganhou força com algumas aparições bem colocadas em programas matinais como “Fox & Friends”, “The 700 Club” e CNN.

O livro vendeu muito bem tanto em grandes cadeias americanas de livrarias como a Barnes & Noble, quanto em livrarias voltadas ao público cristão, disse Matt Baugher, vice-presidente editorial da Thomas Nelson. Grandes redes como Wal-Mart, têm promovido bastante o livro em suas lojas, e grandes encomendas de igrejas e ministérios estão chegando constantemente.

“Possivelmente, todos nós estamos desesperados para saber como será do outro lado, quando morrermos”, afirmou Baugher, acrescentando que seu ceticismo inicial sobre a história da família Burpo durou pouco. “Trata-se de uma família muito realista, conservadora, ou seja, uma família normal do Centro-Oeste americano. Ficamos plenamente convencidos de que a história era verídica. Além disso, era uma ótima história, que só iria decolar.”

O livro foi um sucesso imediato em lojas da Barnes & Noble e ficou perto do topo da lista de best-sellers no site bn.com. O funcionário da empresa encarregado da seção de livros religiosos foi um de seus primeiros defensores, mandando cópias para cada loja, disse Patricia Bostelman, vice-presidente de marketing da Barnes & Noble.

“Quando se compra material com o assunto religião, você é apresentado a muitas histórias sobre o céu, a experiências de quase-morte e vida após a morte”, disse Bostelman, lembrando que vários outros livros com o “céu” no título estão vendendo bem nos últimos tempos. “Mas o diferencial deste livro é ser a história de um menino. Isso minimizou algum cinismo que poderia acompanhar a ideia de existir adultos tirando proveito de suas experiências.”

Todd Burpo escreveu o livro com Lynn Vincent, que colaborou com a biografia da ex-candidata a vice-presidente Sarah Palin. Pastor da Igreja Wesleian Crossroads de Imperial, uma comunidade agrícola no sudoeste de Nebraska, Burpo disse em uma entrevista ter recebido algumas críticas por causa disso.

“As pessoas dizem que só fiz isso para ganhar dinheiro, mas não é verdade”, disse ele, referindo-se a comentários anônimos sobre o livro postados online. “Não estávamos esperando nada. Estávamos apenas esperando que pudesse atingir seu objetivo”. Afirmou ainda que pretende doar parte dos lucros de royalties e investir alguma coisa em melhorias da casa da família.

No início, ele e Sonja, sua esposa, não tinham plena certeza se poderiam acreditar na história do filho, que foi contada aos pedaços, ao longo de anos após sua repentina doença e cirurgia, em 2003. Mas os detalhes os conveceram, diz Todd. Colton disse aos pais que conheceu sua irmã mais nova no paraíso, descrevendo-a como uma garota de cabelos negros que lembrava Cassie, sua irmã mais velha que vive com eles. Quando os pais o questionaram sobre isso, ele respondeu: “Mãe, você teve um bebê que morreu em sua barriga, não é?” Embora Sonja tivesse sofrido um aborto espontâneo muitos anos antes, eles não contaram a Colton sobre isso. “Não há como ele pudesse saber disso”, afirma o pai.

Eles dizem ainda que Colton descreveu detalhadamente as imagens que viu no céu – como chagas sangrentas nas mãos de Jesus – algo que nunca fora mostrado a ele. Eventualmente, os pais decidiram contar a história fora de sua cidade. Em suas pregações de domingo, o pastor Todd já havia feito partes do relato para sua congregação. Por intermédio de um pastor amigo, a família conheceu Joel Kneedler, agente literário da Alive Communications, empresa cristã de Colorado Springs. Kneedler vendeu o livro para a Thomas Nelson, editora conhecida por títulos cristãos como “40 Dias com Jesus”, de Sarah Young. O adiantamento foi bem abaixo do normal.

Greg Sato, gerente de uma loja da Livraria Barbara’s, na área de Chicago, afirma que a procura cresceu a partir de fevereiro. ”Entre os livros de não-ficção, ultimamente parece ser este o que as pessoas têm mais procurado. Eu o coloquei na mesma categoria que ‘As Cinco Pessoas que Você Encontra no Céu’ e ‘A Cabana’. São livros um pouco mais religiosos ou espirituais”, afirma Sato.

Colton, o menino louro de rosto redondo que aparece na capa do livro, toca piano e trompete, é fascinado pela mitologia grega, ouve rock cristão e é fã do time de futebol americano da Universidade de Nebraska.

Encontrados Pregos da Cruz de Jesus


Cuidado com as apareçoes pois a Biblia já nos alerta das coisas que surgirão nos ultimos dias

Seria possível que dois dos pregos usados na crucificação de Jesus fossem descobertos em uma tumba de 2.000 anos em Jerusalém? E eles poderiam ter desaparecido misteriosamente há 20 anos, só para aparecer por acaso em um laboratório na cidade de Tel Aviv, em Israel?

Essa é a premissa de um novo documentário – chamado “The Nails of the Cross”, em português, “Os pregos da cruz” – que tem atraído fortes críticas de especialistas bíblicos antes mesmo de seu lançamento.

O filme é do investigador Simcha Jacobovici. Ele já iniciou debates semelhantes no passado, como o de que o túmulo perdido de Jesus havia sido encontrado. No novo filme, Jacobovici apresenta um caso que é em parte baseado em dados empíricos, e em parte baseado em fé.

Muitos artefatos antigos, incluindo outros pregos supostamente da crucificação, foram apresentados ao longo dos séculos como tendo alguma conexão com Jesus. A maioria tem sido considerado falso, embora alguns foram aceitos como relíquias.

Jacobovici afirma que este achado difere dos outros por causa do seu contexto histórico e arqueológico. Segundo ele, é o melhor argumento arqueológico dos últimos anos. Ainda assim, ele confessa que não pode ter 100% de certeza de que os pregos foram mesmo usados na crucificação de Jesus.

Jacobovici pode até chamar o achado de histórico, mas a maioria dos especialistas e estudiosos não concorda; para uns, a descoberta é inverossímil, para outros o filme é um golpe publicitário.
O documentário começa com a revisitação de uma sepultura antiga em Jerusalém, descoberta em 1990 e considerada por muitos na época como o lugar do enterro do judeu Caifás, um sumo sacerdote que no Novo Testamento preside o julgamento de Jesus.

O túmulo foi descoberto junto com um número de ossuários (ou caixas de ossos) durante um trabalho de construção sobre uma colina a poucos quilômetros ao sul da Cidade Velha. Desde então, foi selado.
Caifás é uma figura importante nos Evangelhos, tendo supostamente enviado Jesus aos romanos e à sua morte. Uma das afirmações de Jacobovici é que o sumo sacerdote não era um cara tão ruim assim.

O filme garante que os dois pregos de ferro foram encontrados na tumba, um no chão e um dentro de um ossário, mas misteriosamente desapareceram logo após. Jacobovici supostamente os rastreou em um laboratório em Tel Aviv, de um antropólogo especialista em ossos antigos.

Jacobovici alega que os pregos poderiam ter sido utilizados em uma crucificação, prática comum há 2.000 anos. Mais que motivos lhe faz pensar que foram usados exatamente na crucificação mais famosa da história?
Explicação do diretor Simcha Jacobovici: Se você olhar por toda a história, tudo aponta para esses dois pregos estarem envolvidos em uma crucificação. E como Caifás está associado apenas com a crucificação de Jesus, esses pregos devem ser OS pregos.

Explicação da Autoridade de Antiguidades de Israel, que supervisionou as escavações de Jerusalém: Nunca foi provado além da dúvida que o túmulo é o local do sepultamento de Caifás. Pregos são comumente encontrados em túmulos. Não há dúvida de que o talentoso diretor criou um filme interessante com um verdadeiro achado arqueológico, mas a interpretação apresentada não tem base em achados arqueológicos ou de investigação.
Com quem você concorda?

deputados evangelicos analisam material do kit gay


Comissão da Câmara vai acompanhar material para o ensino médio. Ministro Fernando Haddad reuniu-se com bancadas católica e evangélica.

O material composto por vídeos e cartilhas contra a homofobia que o Ministério da Educação pretende distribuir para escolas do ensino médio será analisado por uma comissão formada por deputados. A decisão foi tomada nesta quarta-feira (19) após uma reunião do ministro da educação, Fernando Haddad, com deputados da bancada católica e da bancada evangélica na Câmara.

Conforme o deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da Frente Parlamentar Evangélica, que participou do encontro com o ministro, Haddad informou que o material ainda passará pela avaliação do Comitê de Publicação do Ministério da Educação antes de ser distribuído. “O ministro aceitou que a comissão que constituiremos atue com interlocutora com o ministério e opine sobre o material antes do ministério aprovar.”
De acordo com o deputado ficou decidido que os parlamentares das duas bancadas formarão uma comissão – de no máximo cinco pessoas – para tratar do tema.

Campos disse ainda que Fernando Haddad informou que imagens que estão circulando na internet e televisões não necessariamente serão as que vão compor o material enviado às escolas. “O ministro declarou que esse material que está na internet não é de responsabilidade do governo, que houve vazamento por parte da empresa que eles contrataram, antes de que o material fosse apresentado ao governo. Ele ficou de apurar o vazamento”, disse Campos.

Para o deputado, o governo tem feito muitas ações relacionadas ao combate da discriminação contra homossexuais, mas tem esquecido a população em geral. “Com isso, o governo passa a imagem de que o Brasil tem uma sociedade intolerante. Tem casos aqui e acolá de preconceito, mas, de modo geral, somos uma sociedade que sabe conviver com as diferenças.”

O ex-governador fluminense e deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ), o material “estimula a opção sexual, sem combater o preconceito”. “Dinheiro público deve ser empregado para combater a homofobia e não para estimular opção sexual”, disse o político, um dos líderes da bancada evangélica.

Material será distriubido nas escolas

Um kit informativo de combate à homofobia e integra o projeto Escola sem Homofobia foi desenvolvido após a realização de seminários com profissionais de educação, gestores e representantes da sociedade civil para ser distribuído nas escolas.

O material é composto de um caderno que trabalha o tema da homofobia em sala de aula e no ambiente escolar, buscando uma reflexão, compreensão e confronto. Tem ainda uma série de seis boletins, cartaz, cartas de apresentação para os gestores e educadores e três vídeos. O material está sendo analisado pelo MEC.

O material do programa foi desenvolvido com apoio e supervisão da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (Secad), órgão ligado ao MEC, e executado em parceria com a Global Alliance for LGBT Education (Gale) e as organizações não governamentais Pathfinder do Brasil (coordenadora do projeto), Ecos – Comunicação em Sexualidade, Reprolatina e Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT).

A Unesco – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura publicou um parecer favorável à distribuição em escolas da rede pública para alunos do ensino médio dos kits.

Brasil - Evangélicos prometem contra-ataque à luta pela criminalização da homofobia


Além de um abaixo-assinado na internet, evangélicos prometem uma grande manifestação para o dia 1º de junho contra a criminalização da homofobia.

Enquanto grupos que lutam pelos direitos dos homossexuais batalham para ver as condutas preconceituosas ou violentas praticadas contra eles criminalizadas, correntes conservadoras – em sua maioria ligadas à igreja – planejam um contra-ataque. Além de um abaixo-assinado na internet contra o projeto de criminalização da homofobia, que já tem mais de 50 mil assinaturas, eles prometem uma grande manifestação para o dia 1º de junho contra a criminalização da homofobia.

– Dia 1º de junho estarei em Brasília. Os homossexuais dizem que reuniram 5 mil pessoas. A sociedade não está nem aí para esses caras. Não sou exagerado, garanto que de 10 e 15 mil pessoas estarão lá – anuncia o pastor da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, Silas Malafaia.

O temor de segmentos das igrejas católica e evangélica é de que estejam na iminência de perder o direito à livre manifestação de suas crenças, como, por exemplo, pregar que homossexualidade é pecado.


Duelo – Pela causa gay, 5 mil foram às ruas, mas evangélicos querem levar três vezes mais
A proposta de criminalização da homofobia tramita no Congresso Nacional desde 2006 e ganhou novo fôlego após o Supremo Tribunal Federal (STF) decidir que pessoas do mesmo sexo também têm direito à união estável.

Num tom muitas vezes agressivo, Malafaia diz que no Brasil é permitido criticar pastores, padres e o presidente de República, “mas criticar homossexuais é crime”. Ele afirma que condenar a prática homossexual é diferente de discriminar pessoas. E não vê semelhança entre o que é pleiteado pelos gays com as vitórias alcançadas por negros, com a criminalização do racismo, e das mulheres, com a Lei Maria da Penha.

– Isso é uma afronta, ninguém pede nascer negro. A sociedade brasileira é conservadora e o estado democrático de direito deve respeitar e proteger as minorias, mas não pode sobrepujar o direito da maioria – argumenta. – Ser homossexual é um direito, mas não posso ser discriminado pela minha fé. Um soco num homossexual dói tanto como num hetero.

Para a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o maior problema é que o projeto “foi mal feito”. O advogado da instituição, Hugo Sarubbi, afirma que todas as condutas presentes na proposta já são tipificadas por outras leis. Mas o temor de que as manifestações de fé sejam barradas também aflige os católicos.

Ele ressalta, no entanto, que a igreja participou do lançamento do selo contra a homofobia e que está aberta ao diálogo, principalmente, se for para debater propostas que combatam a violência e a discriminação. E que ser contra a prática homossexual não significa ser conivente com comportamentos contra os homossexuais.

– Da forma como foi construído, o projeto vai submeter a sociedade a um grau de subjetividade muito grande. A senadora Marta Suplicy (PT-SP) acrescentou emenda para permitir que manifestações pacíficas baseadas na fé não seriam criminalizadas. Essa exceção tem que nortear todo o processo – avalia.




sábado, 14 de maio de 2011

Silvio Santos cede e aceita alugar horários na programação para Igrejas


Depois de muito não, Silvio Santos muda de opinião e aceita alugar horários da programação do SBT para igrejas nas madrugas.

A decisão foi tomada por questões financeiras já que no ano passado a emissora teve sérios problemas financeiros por causa da crise no banco PanAmericano que faz parte do Grupo Silvio Santos.

De acordo com a Tela Viva, o SBT já começou a negociar com igrejas. Ainda não há previsão para o início da comercialização, mas fontes internas garantem que será o mais breve possível.

Muitas denominações como a Igreja Mundial do Poder de Deus (IMPD) e a Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) já haviam feito propostas ao Dono do Baú, mostrando interesse pelos horários da madrugada no SBT, mas naquele momento não foi fechado nenhuma negociação. Agora veremos quem vai conseguir comprar o espaço, O SBT não confirma oficialmente a negociação.

Fonte: Gospel Prime

Após ”Bate-Boca” Evangélicos Impedem Votação do Projeto que Criminaliza Homofobia


evangélica impediu a votação do projeto de lei complementar 122/06 que criminaliza os atos de homofobia, que seria votado na manhã desta quinta-feira, 12, na Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado. Numa sessão que ao final contou com troca de xingamentos e ofensas entre o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) e a senadora Marinor Brito (PSOL-PA), o projeto foi retirado de pauta sem previsão de retorno.

Representantes da Frente Parlamentar Evangélica presentes à sessão pediram o adiamento alegando que devem ser realizadas audiências públicas, porque ele não teria sido suficientemente discutido no Congresso. “Precisamos debater à exaustão, sem privilegiar ninguém. Há pelo menos 150 milhões de brasileiros que não foram ouvidos”, disse o senador Magno Malta (PR-ES).

O projeto de autoria da ex-deputada Iara Bernardi (PT-SP) tramita há 10 anos no Congresso e somente em 2006 foi aprovado no plenário da Câmara. Relatora do projeto na CDH, a senadora Marta Suplicy (PT-SP) queria tentar aprovar o seu parecer até a próxima semana, a tempo das comemorações do Dia Nacional de Combate à Homofobia (17 de maio), que vão movimentar a Esplanada em Brasília.

Marta chamou a atenção para esse momento “de maior compreensão e humanidade” que se estabeleceu no País, a partir do recente julgamento do Supremo Tribunal Federal (STF) que estendeu às uniões homoafetivas os mesmos direitos e deveres dos casais heterossexuais. “O Judiciário se pronunciou sobre um assunto que há 16 anos o Congresso não consegue se pronunciar”, completou a petista. “Esse projeto tem a ver com tolerância, respeito e cidadania, vai ajudar a diminuir a violência contra homossexuais”, concluiu.

A proposta modifica a Lei de Racismo para criminalizar também os atos de homofobia, estendendo a eles as mesmas punições impostas aos crimes de preconceito racial. O projeto pune com reclusão de um a três anos condutas discriminatórias como recusar o atendimento a gays em bares e restaurantes e reprimir trocas de afeto em locais públicos, como beijos ou abraços.

O item mais polêmico pune com prisão, de um a três anos, e multa aqueles que induzirem ou incitarem a discriminação ou preconceito contra os homossexuais. A avaliação é de que padres e pastores serão proibidos de pregarem contra a homossexualidade nas igrejas e templos religiosos. Na sessão desta manhã, integrantes da bancada evangélica pregaram adesivos na boca em protesto, alegando que o projeto reprime a liberdade de expressão deles.

Para atender às reivindicações da bancada evangélica, Marta incluiu uma emenda permitindo que todas religiões e credos exerçam sua fé, dentro de seus dogmas, desde que não incitem a violência. “O que temos na fé é o amor e o respeito ao cidadão. Me colocaram que o problema não era intolerância nem preconceito, mas liberdade de expressão dentro de templos e igrejas. O que impede agora a votação? O que, além da intolerância, do preconceito, vai impedir a compreensão dessa lei?”, questionou Marta.

Bate-boca

Na saída da sessão, durante uma entrevista coletiva de Marta aos jornalistas, o deputado Jair Bolsonaro e a senadora Marinor Brito trocaram xingamentos e ofensas mútuas. Bolsonaro exibia uma cartilha do Ministério da Educação (MEC), expondo o Plano Nacional de Promoção à Cidadania LGBT, que ele considera moralmente ofensivo à sociedade. Exaltada, Marinor deu um tapa no livreto e chamou o deputado de “criminoso”. Bolsonaro retrucou chamando-a de “heterofóbica” e ambos partiram para a discussão.

“Houve um golpe” diz pastor sobre aprovação da união entre pessoas do mesmo sexo


O pastor Daniel Sampaio da Igreja Batista Central do Barreiro, Belo Horizonte (MG) se manifestou sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de aprovar a união estávelentre pessoas do mesmo sexo.

Sampaio não utilizou os textos bíblicos que falam contra a homoafetividade para defender sua tese, apenas leu o capítulo de Isaias que denuncia que faz das trevas luz e da luz, trevas (Isaias 5:20) e citou o artigo sete Constituição Federal que fala sobre a família.

“Eu queria me manifestar publicamente porque houve um golpe essa semana, houve uma manipulação da verdade, houve uma atropelo da Constituição,” defendeu o pastor.

Ele explica que o pedido da Defensoria Pública da União só poderia ser atendido pelo STF se antes houvesse uma mudança na Carta Magna que diz que a união estável só reconhecida entre um homem e uma mulher. “Se o guardião da Constituição abre brecha em relação a isso, então qualquer coisa pode ser feito aqui”.

Para o pastor a decisão do STF foi programada pelo Governo Federal. Ele lembra que o censo está sendo divulgado aos poucos e bem na semana da votação foi liberado a informação de que há 60 mil casais homossexuais no Brasil.

De acordo com o pastor esse número parece grande, mas frente aos 200 milhões de habitantes, os 120 mil homossexuais que possuem um relação estável representam apenas 0,6% da população brasileira.

Inconformado o pastor também fala do kit gay distribuído pelo Ministério da Educação (MEC) e convida seus ouvintes a reagirem contra esse golpe.

Vídeos sobre os Illuminati viram febre, mas estariam repletos de equívocos


Nos últimos meses, tem se popularizado no meio evangélico uma série de vídeos acerca do projeto de governança mundial profetizado pela Bíblia para o final dos tempos e que já estaria em andamento no mundo. Esses vídeos, disponibilizados gratuitamente na grande rede de computadores, têm sido ultimamente reproduzidos de forma caseira por muitos crentes, se tornando ainda mais populares. Porém, sua escatologia, extremamente especulativa, mistura verdades com mentiras, boatos com fatos, evidências com informações absolutamente equivocadas. Estamos falando dos vídeos acerca dos supostos Illuminati, e que já são uma verdadeira febre entre muitos crentes Brasil afora.

Segundo esses vídeos, há décadas que um grupo de homens muito ricos domina o mundo, manipulando governos, a economia mundial, a produção dos alimentos e todas as notícias que lemos nos jornais ou vemos na tevê e nos grandes sites de notícias da internet. Esse grupo, dizem, chama-se Illuminati, uma entidade secreta que reúne homens poderosos desejosos de implantar na Terra um governo mundial. De acordo com os vídeos, são eles que teriam elegido de fato os últimos presidentes dos Estados Unidos, teriam “produzido a farsa” de que o homem foi à lua bem como a “farsa” dos atentados ao World Trade Center; (sic) e, ainda segundo eles, todas as igrejas evangélicas estariam praticamente envolvidas, consciente ou inconscientemente, pela Nova Ordem Mundial, ou seja, o governo mundial. Como dá para perceber, são enormes falácias, mas que acabam enganando muitos justamente porque essas mentiras são apresentadas nos vídeos ao lado de outros fatos, misturando verdade com ficção.

Sobre o 11 de setembro, por exemplo, a maluca teoria da conspiração sobre os atentados foi popularizada pelo livro L’Effroyable Imposture (2002), do jornalista e ativista político de esquerda Thierry Meyssan. Com o lançamento do livro, a teoria de Meyssan se espalhou na internet, mas trata-se de uma tremenda fraude, cujos argumentos (muitos distorcidos já em seu nascedouro) já foram todos respondidos um a um pelo FBI e pelo Departamento de Estado norte-americano, e em artigos tanto da imprensa dos EUA como da imprensa europeia, inclusive a francesa, mal o livro fora lançado. Envergonhados pela tese louca de Meyssan, jornalistas franceses também chegaram a escrever um livro rebatendo ponto a ponto sua teoria, repleta de informações equivocadas. Desacreditado, Meyssan saiu da Europa e passou a morar na Síria, de onde trabalha fazendo matérias para uma revista semanal russa, a “Odnako”.

Os Illuminati existem?

Para início de conversa, os Illuminati de fato sequer existem. Grupos como Illuminati, Golden Dawn (Aurora Dourada), Priorado de Sião e Templários já existiram, mas há muito tempo não existem mais. O Priorado de Sião, que se dizia uma sociedade secreta fundada no século 11, foi, na verdade, criado em 1956 e se dissolveu no mesmo ano. Os Templários existiram de 1096 até 1312, quando o papa Clemente V resolveu dissolver a ordem. A sociedade ocultista e teosófica Aurora Dourada nasceu em 1880 e desfez-se em 1905. Atualmente, pequenos grupos, nascidos recentemente, alegam ser a continuação da ordem, mas nenhum tem realmente ligação direta com o original Aurora Dourada nem conseguiu ter a pequena influência que esse grupo tinha no final do século 19 na Inglaterra. O Iluminati, por sua vez, foi uma sociedade secreta criada na Alemanha em 1776 e extinguida em 1788, e caracterizada por seguir um iluminismo radical. Todas as teorias que colocam os Illiminati como tendo início antes dessa época ou como existindo até hoje tratam-se de lendas. O nome Illuminati só sobrevive hoje em minúsculos grupos de aficcionados pela história do Illuminati original. Há até um deles no Brasil. Eles se dizem herdeiros dos antigos Illuminati, mas não têm obviamente nenhuma ligação direta com o Illuminati original do século 18, e também nenhum desses grupos têm ligação entre si e muito menos exercem alguma influência significativa sobre a sociedade.

Aliás, Illuminati, Golden Dawn e Priorado de Sião eram sociedades secretas antigas que não chegaram, nenhuma delas, a ter o poder de influência que a maçonaria, por exemplo, tinha pelo menos até o início do século 20. Hoje, Illuminati, Golden Dawn, Priorado de Sião e Templários só existem mesmo em romances policiais mirabolantes que rendem lucrativos roteiros de filmes de ficção, como O Códido Da Vinci, baseado em obra ficcional homônima do falacioso Dan Brown.
Sérgio Pereira Couto, jornalista, historiador e escritor, considerado o maior especialista em sociedades secretas no Brasil, ressalta sobre os Illuminati que “páginas e mais páginas de Internet apresentam os esquemas mais malucos e os atribui ao grupo, incluindo ramificações e controle total de outras ordens”, e acrescenta que, desde o século 18, “muito se falou sobre essa ordem e pouco se provou”.

Agora, o que é verdade, e já foi alvo de matéria do jornal Mensageiro da Paz, é que existem grupos que reúnem realmente homens poderosos na política, na cultura e na economia mundial, e que pregam uma Nova Ordem Mundial – isto é, uma governança mundial –, mas nada que seja do tipo sociedade secreta. São eles o Council on Foreign Relations (CFR, na sigla em inglês), dos Estados Unidos, e o Clube Bilderberg, que reúne fraternalmente líderes internacionais nas áreas de política, economia e cultura (MP, edição 1.490, julho/2009/pp. 14 e 15). Ambos foram fundados no século 20. Destes, apenas o Clube Bilderberg é mais reservado. O CFR, ao contrário, realiza palestras, eventos e tem publicação oficial. Já o Clube Bilderberg é, no máximo, o que se pode chamar em nossos dias de “sociedade discreta” (aliás, é praticamente impossível imaginar em nossos dias uma sociedade absolutamente secreta, já que estamos em uma época em que a comunicação e o jornalismo investigativo são cada vez mais fortes).

É fato que as reuniões do Clube Bilderberg não são abertas à imprensa ou ao grande público, mas seus membros são todos conhecidos e todos os anos sabe-se quando e onde serão realizadas as reuniões. Inclusive, a pauta desses encontros de vez em quando acaba vazando para a imprensa, sendo publicada em sites e até em jornais. Outro ponto importante a se frisar é que esses grupos (CFR e CB) não são “onipotentes”, no sentido de terem o poder pleno de implantar tudo o que idealizam ou “controlar toda a mídia e o governo de nações”, mas tentam, sim, dentro da esfera de influência de seus membros, influenciar o maior número de pessoas no planeta para aquilo que consideram ser o melhor para o mundo – e na maioria das vezes acabam conseguindo seu intento, por terem o apoio da maioria dos grandes formadores de opinião da mídia ocidental de hoje na defesa de suas propostas. O CFR e o CB defendem, por exemplo, um governo mundial, moeda única, legalização de drogas, “casamento” homossexual. Nem todos os seus membros concordam com todos os pontos dessa pauta, mas a maioria, sim.

Estejam os membros do CFR e do Clube Bilderberg conscientes disso ou não, o que defendem em sua maioria aponta para as profecias bíblicas relativas ao final dos tempos. E suas ações, sem dúvida, influenciam a sociedade. Só não se pode chamar isso de “controle total”, mas apenas de grande influência; nem afirmar que o Clube Bilderberg, e muito menos o CFR, é uma “sociedade secreta”; e nem chamar esses grupos ou seus membros de Illuminati, pois este não mais existe. Há propostas dos antigos Illuminati do século 18 que se assemelham às propostas do CFR e do CB? Sim, sem dúvida, mas estes não têm ligação com aqueles, apenas ideologias parecidas.

O homem não foi à lua?

Um dos grandes absurdos desses vídeos de escatologia especulativa que pregam o controle mundial dos supostos Illuminati manipulando a sociedade é a teoria conspiratória de que o homem não foi à lua, que isso teria sido uma farsa estratégica dos Illuminati. Alguns dos argumentos usados para tentar provar isso são: (1) “Se Mastrong foi o primeiro homem a pisar na lua, quem é que tirou a foto dele descendo?”; (2) “Se na lua não tem umidade, por que fotos da viagem à lua mostram pegadas dos astronautas?”; (3) “Como é que os astronautas fizeram tantas fotos na lua, mas em nenhuma delas aparecem estrelas no espaço visto da lua?”; (4) “Por que há duplicidade de sombras nas imagens dos astronautas na lua?”; (5) “Se a temperatura na lua é de 100º durante o dia e -150º à noite, como os astronautas conseguiram andar lá?”; (6) “Se na lua existe vácuo, porque a bandeira dos Estados Unidos ficava tremulando nas imagens da viagem à lua?”; e (7) “Se o homem já foi à lua, por que ainda não voltou?”.

O astrônomo Ronaldo Mourão, um dos mais respeitados cientistas brasileiros, explica:

(1) “O homem que aparece na foto descendo do módulo lunar não é Amstrong, mas seu companheiro Buzz Aldrin, que foi o piloto do módulo e o segundo homem a pisar na lua. Enquanto ele descia, Armstrong fotografava. Aliás, a maioria das fotos clássicas da lua, que muita gente acredita serem de Armstrong, são, na verdade, de Aldrin”.

(2) “Não é preciso água para deixar pegadas, como qualquer beduíno do deserto pode demonstrar. O que permite pegadas no solo lunar é a areia extremamente fina e porosa da lua. É um pó muito, muito fino, semelhante ao cimento, à cinza vulcânica ou ao pó compacto que as mulheres usam em maquiagens. Quando você pisa em algo assim, fica uma marca profunda. É por isso que as pegadas se formaram”.

(3) “Os astronautas com certeza viram muitas estrelas, mas não conseguiram fotografar nenhuma, porque a fotografia tinha limites em 1969. Para conseguir captar as estrelas, os astronautas teriam que ter deixado uma exposição alta na câmera e, com o brilho do Sol ali do lado, se fizessem isso não teriam conseguido registrar mais nada na superfície. Talvez com uma máquina moderna de hoje em dia eles conseguiriam, mas era difícil e isso não era a prioridade naquele momento”.

(4) “A fonte principal de luz na lua é o sol, assim como na Terra, mas o sol não é a única fonte. Há também a Terra e a luz emitida pela própria câmera do astronauta. Na lua, a Terra ilumina a área tanto quanto a lua ilumina a Terra em uma noite de lua cheia”.

(5) “O local escolhido para o pouso era exatamente no meio da penumbra, onde ainda não era nem dia nem noite completamente, para proteger os astronautas. A rotação da Lua dura cerca de 27 dias – tempo de sobra para Armstrong e Aldrin ficarem seguros por ali”.

(6) “A bandeira não tremula. Em qualquer das fotos da bandeira dos EUA na lua, não importa o ângulo, as dobras da bandeira continuam as mesmas. Na hora que fincaram a bandeira, ela continuou como estava. E é por isso que ela fica ereta, senão ela ficaria para baixo, que era o esperado que acontecesse na Lua”.

(7) “O homem não voltou à lua ainda por questões políticas. Depois que os Estados Unidos chegaram à lua, os soviéticos resolveram brincar de ‘eu nem queria mesmo’ e deram uma bela desacelerada em seu programa lunar, mantendo apenas as sondas Luna. A URSS preferiu gastar seu tempo e dinheiro com a estação espacial Mir, e nessa eles derrotaram os americanos, que jamais conseguiram colocar a sua Freedom em órbita e acabaram adaptando o projeto para virar a Estação Espacial Internacional. A Nasa, por sua vez, viveu uma crise financeira numa época em que o governo americano acreditava que o povo não se importava com o programa espacial. Mais tarde, preferiu concentrar seus esforços nos ônibus espaciais, com a esperança de tornar as missões mais rotineiras. Agora, no entanto, tudo parece que vai mudar. Com a aposentadoria dos ônibus espaciais no fim de 2010, os americanos estão investindo em novas naves: as Orion, que parecem muito mais com as Apollo do que com os gigantescos ônibus.
A principal missão da nova nave é levar o homem de volta à lua”.
Prudência

Os vídeos especulativos pregam ainda uma absurda conspiração judaica (o que dá aos vídeos um tom antissemita) e falam ainda do “perigo das vacinações”, exagerando muito em algumas notícias sobre a vacina contra o vírus influenza A (H1N1) e distorcendo um pouco outras relacionadas ao assunto. Outro assunto abordado é o cada vez mais popular microchip implantado em mãos, trazendo informações da pessoa e sinal de sua localização. Quanto ao microchip, é possível que ele seja usado no governo mundial? Sim, é possível. O próprio Mensageiro da Paz já publicou nos últimos anos duas matérias sobre essa possibilidade. Não podemos afirmar com certeza, mas, no máximo, cogitar, com base em Apocalipse 13.16,17, que fala do “sinal da besta”, sem o qual ninguém poderá circular, comprar ou vender. Lembremo-nos, porém, que nos anos 80 pensava-se que o “sinal da besta” seria o código de barras. Agora, fala-se em microchip. Não sabemos se até lá será isso mesmo ou outra tecnologia ainda mais avançada. O que sabemos é que tal “sinal” haverá, porque é a Bíblia quem o diz.

Enfim, sabemos que os sinais da proximidade da Segunda Vinda de Jesus estão aí. Sabemos também, pela Palavra de Deus, que haverá um governo mundial e, inclusive, vemos cada vez mais o aumento do poder dos organismos internacionais. Apenas devemos ser prudentes para não nos deixarmos levar por uma escatologia meramente especulativa e por imaginações humanas. Para isso, em primeiro lugar, devemos checar e analisar as informações antes de aceitá-las; e em segundo lugar, mas não menos importante, também devemos sempre ter o cuidado para não irmos além do que a Bíblia nos diz. Assim, evitaremos tanto sermos enganados quanto sermos precipitados em nossas afirmações.

Traficantes de drogas sequestram pastor no México


Cerca de 500 pessoas estavam reunidas para o culto de domingo, 10 de abril, no Centro Cristão El Shaddai, na cidade mexicana de Lázaro Cárdenas, em Michoacan, quando quatro homens mascarados invadiram o local e atiraram para o alto.

Antes que os cristãos amedrontados percebessem o que estava acontecendo, seu pastor, Josué Ramírez Santiago, tinha sido levado. Alguns relatos na mídia afirmam que os sequestradores, possíveis traficantes de drogas, estavam em dez homens.

No dia seguinte, a família do pastor recebeu notícias de que os criminosos queriam um resgate de 20 milhões de pesos (cerca de US$ 1,7 milhão). Mesmo se a família conseguisse reunir essa enorme quantia, o pagamento não seria garantia de que a vítima retornaria viva.

Arturo Farela, diretor da Fraternidade Nacional de Igrejas Evangélicas, assegurou que os ligados ao crime organizado e cartéis de droga têm os cristãos como alvo porque eles veem as igrejas como fonte de renda e também porque os cristãos apoiam programas de reabilitação de viciados em drogas e álcool.

“A maior parte dos centros de reabilitação que foram atacados pelo crime organizado em Ciudad Juarez, Tijuana, Tepic e outros lugares, pertencem à comunidade evangélica”, disse Farela. “Além disso, mais de 100 pastores mexicanos e estrangeiros que viviam em Ciudad Juarez tiveram que abandonar a cidade por causa das ameaças e tentativas de suborno. É claro que muitos pastores e suas famílias já foram vítimas de extorsão, ameaças, sequestros e homicídios”.

Congregação Cristã no Brasil enfrenta escândalos e dissidências

Fundada em 1910 a Igreja Congregação do Brasil ocupava em 2000 o 6º lugar no ranking mundial em número de membros pentecostais, de acordo com a Pentecostalism Encyclopedia (Enciclopédia Pentecostal – uma publicação americana que monitora o crescimento dos pentecostais no mundo), mas hoje a denominação tem passado por um série de escândalos e dissidências que tem dividido e afastados seus fiéis.

A CCB evita qualquer tipo de contato com a A.D. Ao se referir a A.D – e também as demais igrejas evangélicas – a CCB utiliza o termo pejorativo de “primos”. Aos que decidem frequentar suas congregações, ordena que sejam novamente batizados e se submetam a regras rígidas de comportamento e de expressão social. Caso seja pego em prática de adultério, o membro é destituído de suas obrigações na Igreja e evita-se qualquer tipo de contato com ele – isso porque, segundo eles, o adultério é um pecado contra o Espírito Santo ao qual não existe possibilidade de perdão.

Interpretações como essas e outras mais são um dos motivos do surgimento de inúmeros grupos dissidentes da Congregação Cristã no Brasil, ainda na década de 50. A primeira ruptura de que se tem notícia ocorreu no alto escalão da CCB, com a saída do cooperador Aldo Ferreti que abdicou do seu cargo para fundar a Igreja Renovadora Cristã.

Nos anos seguintes novos grupos dissidentes surgiram da CCB, tais como:

Igreja Cristã Remanescente (fundada em 1967 pelo ancião Nilson Santos, em Telêmaco Borba, PR);

Congregação Cristã no Brasil Renovada (fundada em 1991 pelo ancião José Valério, em Goiás);

Congregação Cristã do Sétimo Dia (fundada em 1993 pelo ancião Luiz Bento Machado, em Santa Catarina);

Congregação Cristã Apostólica (fundada em 2001 pelo cooperador Antônio Silvério Pereira, em Aparecida de Goiás, GO. Surgiu de uma fusão da Congregação Cristã no Brasil com a Igreja Renovação Cristã);

Congregação Cristã Moriá (fundada em 2004 por Saulo Corcovado Macedo, em Mairinque, SP);

Além de dissidências, a CCB se vê às voltas por uma crise que vem se arrastando desde 2000 e que tem causado prejuízos incalculáveis à instituição. De um lado, há os que argumentam haver um “complô” contra o Conselho, enquanto outros dizem possuir evidências que comprovariam corrupção, homossexualismo e prostituição envolvendo o líder máximo da CCB, o ancião e ex – presidente mundial José Nicolau.

Afastado de sua função no final de 2000, Nicolau – que teria sido alvo de um processo judicial movido por Mário e Lúcio – teve sua credencial definitivamente cassada por ocasião de uma assembléia realizada entre os dias 09 e 13 de abril de 2001, quando Jorge Couri – até então vice – presidente da CCB – interveio para que Nicolau fosse de fato expulso da presidência e abrisse caminho para sua posse. O que de fato ocorreu. Concluído o processo contra José Nicolau, Couri foi empossado como o novo presidente da Congregação Cristã no Brasil e uma nova batalha judicial teve início.

Jorge Couri foi empossado presidente e José Nicolau seguiu impedido de exercer seu ministério. No entanto, passados alguns dias da posse de Couri, o motorista Sérgio – que segundo a circular teria se arrependido das acusações – procurou o ex-presidente para revelar os detalhes da conspiração criada por Couri e Jeremias Guido. Mesmo após as revelações do motorista, nada foi feito pela Comissão para reverter o quadro.

Há pelo menos 11 anos Couri segue na direção da CCB e enfrenta acusações de desvio de verbas – algo em torno de 20 milhões -, acobertamento de anciões e falsidade ideológica. Juntamente com Jeremias Guido e Sergio Anísio Soares Alves (o motorista), Couri é alvo de um processo impetrado na 8º Delegacia de São Paulo – IP 343/2008, com acusações de estelionato e crime contra a honra. Dois anos antes, o comerciante e membro da CCB de Piedade, José Aparecido da Cruz, foi acusado pelo Ministério Público de ter desviado R$ 19. 962 00 do setor de assistência social da Igreja. Casos como esse demonstram que a corrupção saiu do alto escalão da CCB para se alastrar pelas congregações, havendo até mesmo denúncias de estelionato envolvendo anciões do Japão e em outros países onde a instituição se faz presente (algo em torno de 80).

Além de processos judiciais, Couri também acumulou inimigos dentro e fora da CCB. Grupos reformistas, como a CCB a Verdade – um site criado por anciões que veicula denúncias contra o atual presidente e prega o retorno ao “primitivismo congregacional” – tem deflagrado uma crise sem precedentes dentro da instituição. Mudanças na liturgia – como a proibição de os membros darem glória a Deus nos cultos e a forma de coleta da oferta da piedade – também são motivos de desentendimentos e troca de acusações. Um dossiê completo sobre a crise na CCB pode ser visto no site ccbverdade.com.br e no Scribd.

Não por acaso, a crise vivida pela CCB ocorre em meio às comemorações do centenário – algo semelhante acontece na CGADB, com denúncias envolvendo os líderes da Assembleia de Deus do Belém, como favorecimento da família Bezerra da Costa e problemas nas contas da Convenção. Ambas as instituições fazem parte da chamada “onda Pentecostal” (termo utilizado pela imprensa e estudiosos do pentecostalismo) que demarcaram o início do Pentecostalismo no Brasil, lá pelos idos do começo do século XXI. Por triste coincidência, adentraram ao centenário em meio a uma crise sem precedentes e que promete abrir novas feridas nas duas principais representantes do pentecostalismo brasileiro – embora, como dissemos, existam inúmeras diferenças entre a irmandade e os assembleianos. No entanto, este é um tema para uma futura reflexão.