Igreja Evangelica Jesus Cristo é o Senhor: Junho 2009

terça-feira, 30 de junho de 2009

Festa da Nossa Rádio, em São Paulo, reúne artistas da Graça Music

No dia 09 de julho, o estado de São Paulo comemora a Revolução de 32 em um feriado exclusivo. E também exclusivo será o show de aniversário da Nossa Rádio SP, líder de audiência no Ibope entre as rádios evangélicas da Grande SP. O evento acontecerá bem no centro da capital paulistana, na Estação da Luz.

A partir das 14h, o megapalco montado receberá Dany Grace, Bruna Olly, Unção de Deus, Sandrinha, Damares Domingos, MInistério de Adoração da Graça, Heloisa Rosa, Ao Cubo, David Fantazzini e Giselle di Mene. Além dos artistas da Graça Music, o evento contará com as apresentações de Soraya Moraes, Oficina G3, Cassiane, PG, Adriana Cabral e Além do Véu.
A entrada é franca!

Família de pastor sequestrado foge por causa de ameaças

A esposa e os filhos do pastor William Reyes, sequestrado em setembro do ano passado e ainda desaparecido, mudaram-se para outra cidade por causa de ameaças feitas por estranhos, provavelmente ligados ao sequestro. A agência de notícias Compass soube que Miranda Reyes, seus filhos William, 19, Luz Nelly, 17 e Estefania, 9, saíram de sua casa em Maicao, La Guajira, dois meses atrás, e se mudaram para um lugar desconhecido, ainda no país. O pastor William Reyes desapareceu em 25 de setembro de 2008, no caminho de Maicao para Valledupar. Desde março de 2008, o pastor da Igreja Light and Truth Inter-American, e membro ativo do Conselho de pastores evangélicos em Maicao, vinha recebendo ameaças de extorsão de grupos ilegais armados, operando na península de La Guajira. Desde então, os familiares não têm notícias do pastor, nem os sequestradores fizeram contato para pedir resgate. No início deste ano, dois acontecimentos chamaram a atenção da esposa do pastor, alertando que ela e seus filhos corriam perigo. No dia 15 de janeiro, um homem não-identificado apareceu na igreja e procurou por Idia Miranda Reyes. Quando disseram que ela não estava lá, o homem pediu seu endereço e número de telefone, mas os membros da igreja não forneceram. Antes de sair, o homem disse: “É mais do interesse dela entrar em contato comigo, do que meu, de encontrá-la”. Seis dias depois, Luz Nelly Reyes foi abordada por um estranho na rua (a família acredita que era o mesmo homem), que disse a ela que, se quisesse ver seu pai novamente, deveria ir com ele. A garota recusou o convite. Quando ele tentou segurá-la pelo braço, Luz Nelly fugiu. “Eu não denunciei isso para a polícia, porque estou com medo”, disse Miranda ao Compass logo após o incidente. “Eles poderiam fazer algo contra mim.” Chorando, ela acrescentou: “Nós nunca imaginamos que isso aconteceria conosco. Eu gostaria que eles dissessem se estão com meu marido ou não.” Idia Miranda Reyes esperou para deixar Maicao até Luz Nelly terminar o segundo grau; ela se formou em 28 de março. De acordo com fontes locais, a Igreja está ajudando a família com as necessidades básicas. Miranda não é a única a temer. A Colômbia tem sofrido o maior número de sequestros das Américas, e a taxa de homicídios é 11 vezes maior que a dos Estados Unidos. Devido à falta de leis, os colombianos normalmente sofrem agressões dos mesmos criminosos que assassinaram seus entes queridos. Crimes violentos são tão comuns no país que metade das ocorrências não são denunciadas para a polícia, e somente uma em cada nove é divulgada na mídia. A família Reyes está entre outros “refugiados internos” que vivem como exilados em seu próprio país. A violência política e social fora do controle tem forçado vítimas inocentes – muitas delas viúvas e crianças – a abandonar suas casas e carreiras. Eles são obrigados a morar em cidades lotadas e isoladas para se proteger de possíveis ataques. De acordo com estimativas, a Colômbia possui, atualmente, 3 milhões de refugiados internos, a segunda maior população de desalojados no mundo, perdendo apenas para o Sudão.

Governo indiano quer anular leis anticonversão

O governo recém-eleito da Índia, liderado pelo partido do congresso, está tomando fortes atitudes contra as leis anticonversão que restringem a liberdade religiosa no país. Eles planejam vetar os projetos de lei iniciados em diversos estados pelo Bharatiya Janata Party (BJP). Essa é uma ótima notícia para os cristãos na Índia. As controversas leis anticonversão, ironicamente chamadas de atos de “Liberdade Religiosa”, estão ativas em cinco estados: Madhya Pradesh, Orissa, Chhattisgarh, Himachal Pradesh e Gujarat. Outros dois estados – Rajasthan e Arunachal Pradesh – aprovaram a lei, mas ainda não a colocaram em prática. O impacto nesses estados varia de acordo com a posição do BJP em cada um deles. Em Rajasthan, a lei anticonversão foi aprovada, mas ainda não foi implementada. Com o consentimento do ministro Ashok Gehlot, o governo indiano planeja anular a lei nessa região. Em Madhya Pradesh, eles planejam entrar em consenso com o BJP, que propôs emendas que tornariam a lei ainda mais restritiva. Digvijay Singh, ministro em Madhya Pradesh, concorda com as preocupações do governo federal de que a lei infringe a liberdade religiosa garantida pela constituição. “Quando eu era ministro, durante dez anos não houve nenhum caso de conversão forçada”, diz. Onde aplicadas, as leis têm punições severas para quem for declarado culpado de converter alguém ou de mudar sua religião sem comunicar o governo com 30 dias de antecedência. Dependendo do estado, isso pode significar dois anos na prisão, uma multa muito cara, ou mesmo os dois. K.P. Yohannan, presidente da Gospel for Asia, ficou satisfeito com a notícia da nova posição do governo. “É muito encorajador ver o governo defendendo a constituição e os valores de liberdade de escolha para o povo”, diz. “Continue a orar pelo estado de Karnataka, onde houve muitos ataques aos cristãos, e uma tentativa recente de implementação da lei anticonversão.”

Cristão é vítima de agressão e falsas acusações

um jovem cristão foi seriamente agredido por quatro homens hindus no distrito de Jhalokati, sul de Bangladesh. Tapon Biswas, a vítima do ataque, pertence à única família cristã de sua vila, Aurabunia, que é 70% formada por hindus. O incidente aconteceu enquanto Tapon dirigia-se à feira. Os quatro homens se aproximaram dele. “Por que você está contando mentiras sobre termos roubado sua rede de pesca?”, eles indagavam. Antes que Tapon pudesse responder, os homens agrediram-no. Enfraquecido, Tapon tentou escapar, mas foi amarrado. Apenas quando ele desmaiou, os agressores deixaram de agredi-lo e fugiram. Tapon foi levado por transeuntes ao hospital mais próximo, e teve de receber transfusão de sangue. Ele ainda sofre de complicações por causa do ataque. Segundo uma fonte local, a agressão só pode ter motivação religiosa. Quando Felipe e Suniti foram à delegacia, três dias depois, para registrar o boletim de ocorrência, ficaram surpresos ao saber que outro boletim já havia sido feito, contra eles. O superintendente de polícia, presente na delegacia no momento, estava ciente do caso de Tapon e das pessoas envolvidas, após fazer sua própria investigação do incidente. Ele prometeu agir de forma justa para com Tapon. Em uma reunião da vila, dois fazendeiros e um professor testemunharam sobre a agressão contra Tapon. Todos os presentes à reunião falaram do caráter humilde e gentil da vítima. Família isolada A primeira pessoa da família de Tapon que se tornou cristã foi seu avô. Antes de se converter, ele era muçulmano. Depois disso, o relacionamento entre a família e os hindus da vila deteriorou-se. Para os vizinhos, aquela família cristã, sendo desertora do hinduísmo, era inimiga. Apesar disso, Tapon e seus pais – Felipe e Suniti – têm sido ativos em compartilhar sua fé, quando têm oportunidade. Os pais choravam enquanto Tapon relatava sua história. Suniti queria que houvesse justiça para seu filho. Ela mesma, uns dias antes, escapara por pouco de um grupo de mulheres hindus que queriam agredi-la também. Sempre que vão à feira, Tapon e sua família são motivo de zombaria. “Nossa situação é extremamente difícil. Muitas pessoas nos ameaçam e acusam falsamente. Nossos vizinhos não nos deixam ir buscar água na bica da vila”, conta Suniti. Pedidos de oração: • Tapon e sua família não têm condições de processar os agressores, que dizem estar ligados a um grupo terrorista da cidade. Peça ao Senhor para conceder a Tapon favor perante as pessoas que lidarão com o caso. • Ore para que essa família permaneça firme no Senhor, e que Deus coloque na vida deles pessoas que sirvam como fonte de ânimo. • Peça a provisão de Deus para a família. A casa foi atingida por um ciclone e precisa de reparos.

Juiz nega pedido de alteração de status religioso para Maher El-Gohary

No dia 13 de junho, um juiz negou o pedido de um cristão egípcio para alterar seu status religioso no documento de identidade de “muçulmano” para “cristão”. Essa foi a segunda tentativa frustrada de um muçulmano convertido ao cristianismo exercer, constitucionalmente, a liberdade religiosa.

“Estou desapontado com o que aconteceu, e chocado com essa decisão, porque eu passei por muita coisa para conseguir isso”, diz.

El-Gohary é o segundo convertido a tentar mudar seu documento de identidade, seguindo o exemplo de Mohammed Ahmed Hegazy. El-Gohary abriu um processo contra o Ministério de Assuntos Internos, por rejeitar seu pedido em agosto do ano passado.

Diferentemente das ofensas e ameaças proferidas nas audiências anteriores, os advogados representando o governo ficaram calados enquanto o juiz Hamdy Yasin lia sua decisão em uma sessão que não durou mais que 10 minutos, de acordo com Nabil Ghobreyal, advogado de El-Gohary.

O juiz negou o apelo de El-Gohary, apesar de o convertido ter apresentado o certificado de batismo e a carta de aceitação na Igreja Copta Ortodoxa que o juiz havia pedido.

”O juiz disse que não aceitará o certificado de batismo de Chipre ou a carta do padre Matthias”, disse Ghobreyal. “Mesmo se ele conseguir uma carta com o papa, o juiz não irá aceitar, porque a responsabilidade da igreja é cuidar dos cristãos, e não dos muçulmanos que se convertem; isso está fora de sua área de atuação.”

El-Gohary pareceu perplexo e frustrado enquanto falava ao telefone com o Compass.

“O juiz pediu documentos de referência e batismo. Não foi fácil consegui-los, na verdade foi muito difícil, mas se ele não iria usar essas coisas, porque pediu por elas, em primeiro lugar? Nós cumprimos com tudo e trouxemos os documentos e então, ele recusou. Qual é o objetivo de tudo isso?”

A explicação completa sobre a decisão de Yasin será publicada em breve.

“O juiz mencionou a falta de leis pertinentes a casos de conversão como este, e sugeriu um artigo para preencher esta lacuna na legislação”, diz Ghobreyal.

“Esse não é o fim; é só o começo. Vou levar esse caso para o Tribunal Superior, e tenho algumas idéias sobre como combater essa sentença. É um longo caminho”, diz o advogado.

“Eu vou perseverar, não vou desistir”, diz El-Gohary. “A apelação é o próximo passo, e estou pronto para passos como esse. Vou atrair a atenção do mundo para o meu caso.”

Pedido de oração urgente pelos cristãos palestinos

ISRAEL E PALESTINA- Nas duas últimas semanas, a Sociedade Bíblica Palestina sofreu uma onda de acusações na mídia. A Sociedade foi acusada de praticar evangelismo, ter laços com poderes políticos e o objetivo de cristianizar muçulmanos. Sabe-se que um xeique em Gaza reuniu repórteres e fez essas acusações publicamente pela TV, pelo rádio e na internet. O artigo da internet continha a foto de um outdoor em que, por ocasião da Páscoa, a Sociedade Bíblica divulgou um versículo da Bíblia, na área de Ramallah. Esses eventos recentes são resultado da disputa política entre os dois principais partidos em Gaza e Ramallah. Eles usam os cristãos como forma de caluniarem um ao outro, dizendo: “Em Ramallah, os cristãos têm liberdade para evangelizar” – o que seria uma vergonha para um governo assumidamente islâmico. De qualquer forma, a Sociedade Bíblica tem levado essas acusações a sério, e pede oração. Pedidos de oração: Ore pela proteção dos funcionários da Sociedade tanto na Cisjordânia como em Jerusalém. Peça a proteção dos parceiros da Sociedade em Gaza, que doam para a organização e a ajudam. Peça a Deus para derramar sabedoria sobre a equipe da Sociedade, para que saiba como lidar com essa questão.

A bondade e a Maldade


A pessoa de bom caráter não comete injustiça, pois ama a justiça, a verdade e a sinceridade. Ela sabe que a maldade é a ruína da sociedade e dela tem saído as maiores injustiças, perseguições e sofrimento. O mal, quando cometido contra uma outra pessoa, ameaça toda a humanidade, incorpora o campo de manobra das idéias negras, sombrias até, e dá o primeiro passo para a formação do péssimo caráter. O injusto com os outros segue seu próprio exemplo, não gosta de si mesmo e não pode gostar de ninguém. Assim, jamais verá a face de Deus, logo que não há compaixão nessa existência. Se existe a ausência da paixão por sua própria vida, o “maldoso” vive em um mundo fechado, pervertido e como único ser digno de todas as atenções. O mundo é dele e deve girar em torno dele. Já que boa ou má índole, não nasce, adquiri-se com o tempo por inúmeras situações, alguns sentimentos precisam se tornar grandes para que sejam por si só, suficientes, para um bom caráter como piedade, misericórdia e limpeza interior. Associar ainda, virtude, justiça, liberdade da individualidade entre outros, é fundamental. Fomos criados para sermos felizes, ainda que relativamente; se somos infelizes e vivemos entre sofrimentos é por nossa própria culpa e paixão pela carne; culpa e paixões estas, do desamor semeado pela fraqueza e dissimulação unidas com a falta de utilidade. É fácil perceber que temos problemas de índole e, por conseqüência, puxamos nosso próprio tapete. Essa situação aparentemente tragicômica assemelha-se a um desenho animado, onde o personagem, no intuito de fazer algo em seu benefício, cai ao puxar o tapete em que está pisando. Isso não nos acontece todos os dias? Como dizer então a nós mesmos que a deficiência em nossas ações está no caráter que desenvolvemos? A má notícia é que, infelizmente, não existe cura, porém, a boa notícia é que, se buscarmos o caráter de Cristo, podemos nos corrigir na medida que cresce nossa santidade. Não é preciso ir longe para perceber o relatado acima, basta olhar para nossa família ou grupo de amigos, além de nós mesmos. Todos nós, ocasionalmente chutamos oportunidades para escanteio, por problemas de índole ou caráter. Não bastasse encrencar-se sozinho, levamos outros juntos em nossas “peripécias” que, por vezes, causam sérios danos aos mais próximos. Trafegar entre a bondade e a maldade é latente em nós devido a nossa essência pecadora. A maneira como lidamos com nossas experiências cotidianas, alegrias, decepções, problemas e soluções formarão um caráter que poderá ser bom ou ruim, depende do que fazemos com essas situações. Boa índole não se ensina, felizmente, entretanto, pode ser aprendida através dos exemplos e das experiências. É paradoxal algo que não se ensina, mas que se aprende, não? É simples explicar aspecto tão controverso: ocasionalmente, fala-se algo, por melhor que seja, a alguém e não se obtém a devida audiência; entretanto, ele aprende por meio da observação e das invertidas que lhe causam algum tipo de dor, seja sentimental ou física. É assim que funciona a índole: trata-se de uma tendência do ser humano de se auto-desenvolver, preferencialmente sem a imposição de terceiros. O comportamento vem de dentro para fora. Se a pessoa, desde a infância, acostuma-se a resolver de forma desonesta as situações apresentadas pela vida, terá sérios dissabores e problemas. Mas como sei se tenho bondade ou maldade? Simples, sem saber, você foi filmado durante 30 dias. Tire os momentos de sono e higienização e pense no restante, atitudes quando está sozinho, relacionamento com os familiares e amigos mais próximos etc. Você aprovaria que tudo fosse ao ar em rede nacional sem cortes? Se a resposta for diferente a sim, é melhor repensar no que tem feito e buscar o exemplo de Cristo, pois o bom caráter vive ensinando e ensina vivendo, passa a vida trabalhando, não faz tráfico de valores ainda que possa, vive para a comunhão, pois sabe que solitário seria inútil, não esmorece nunca, tudo que se lhe dá é pouco se a utilidade é o primeiro valor, pois sabe que o essencial não pertence ao egoísmo, mas ao que necessitam todos.
Pastor JoseCarlos marques dos Santos

Foi um percurso sinuoso até a direção. A belga Agnès Varda chegou a Paris para estudar museologia na Sorbonne, tornou-se fotógrafa e foi por essa via

Já faz 10 anos desde que o governo chinês começou a reprimir o Falun Gong, em uma cruzada que, de acordo com grupos de defesa dos direitos humanos, resultou na detenção de milhares de adeptos e custou ao menos duas mil vidas, e a atenção do mundo há muito se desviou para outros assuntos.A campanha contra o grupo espiritual eliminou sua liderança, dizimou as fileiras de seus fieis e convenceu muito chineses de que o grupo é um "culto malévolo", como afirma o governo. Mas, passados 10 anos, a guerra contra o Falun Gong continua inacabada. No ano passado, até oito mil praticantes foram detidos, de acordo com especialistas em direitos humanos, e pelo menos 100 deles morreram em custódia, entre os quais Yu Zhou, 42 anos, um popular músico de Pequim, e Cao Changling, 77 anos, vice-diretor de uma fábrica de papel em Wuhan, cujo corpo marcado foi devolvido à sua família pela polícia na metade do ano passado, enquanto a China desfrutava das glórias da Olimpíada de Pequim. Nos últimos meses, dezenas de adeptos receberam longas sentenças de prisão, entre os quais Zhang Xingwu, professor aposentado de física na província de Xandong que, na semana passada, foi sentenciado a sete anos de prisão depois que a polícia encontrou material do Falun Gong em seu apartamento, de acordo com familiares. A repressão continuada destaca a dificuldade de erradicar um movimento cujos aderentes se apegam teimosamente às suas crenças, mas também oferece um vislumbre sobre a psique de um governo autoritário que, a despeito de seus abrangentes poderes, ainda se mantém profundamente inseguro. Desde o começo o grupo, que em seu momento mais popular alegava contar com milhões de adeptos na China, insistia em que procurava apenas reconhecimento judicial e não poder político. Mas os principais líderes chineses se alarmaram com sua capacidade de atrair seguidores dedicados em número tão grande - de funcionários aposentados a universitários inexperientes. A decisão de proibir inteiramente o grupo foi tomada depois que 10 mil de seus adeptos realizaram um protesto silencioso diante dos portões do Zhongnanhai, o complexo que abriga a liderança do Partido Comunista, em Pequim, contra notícias publicadas pela imprensa estatal do país e consideradas como difamatórias pelo Falun Gong. As forças de segurança aparentemente foram apanhadas de surpresa pela manifestação, realizada em 25 de abril de 1999, e começaram a tratar o grupo como uma ameaça à segurança nacional."Até mesmo um time de futebol, se tivesse uma organização semelhante à do Falun Gong, teria produzido reação semelhante", disse T. Kumar, diretor de questões asiáticas da Anistia Internacional. Ainda que a propaganda feroz contra o grupo tenha se atenuado nos últimos anos, o Falun Gong continua a ser um tópico venenoso na China. Poucos acadêmicos falam sobre ele abertamente, e qualquer informação que possa ser interpretada como simpática à organização é eliminada da Internet. O Falun Gong é um amálgama de budismo, misticismo e qigong, um regime tradicional de exercícios que continua muito popular entre os chineses. Para os adeptos do Falun Gong que praticam a doutrina em segredo, o único vislumbre de esperança parece ser o pequeno mas crescente número de advogados dispostos a defender seus casos. Mesmo que esses esforços judiciais tenham até o momento se provado infrutíferos, o fato é que os adeptos do Falun Gong nem mesmo tinham direito a advogados, anteriormente. Na semana passada, Jiang Yu, porta-voz do Ministério do Exterior, reiterou a posição que o governo mantém há muito sobre o Falun Gong, a de que o movimento merece ser suprimido porque enfatiza a meditação e a paranormalidade de preferência à medicina moderna. "O culto Falun Gong viola os direitos humanos ao controlar as mentes das pessoas", ele declarou em resposta a uma questão deste repórter. Entre os especialistas estrangeiros, existe um amplo consenso de que os esforços do governo na verdade não foram muito benéficos para as autoridades, ao menos no cenário internacional, no qual a China vem sendo prejudicada por alegações de que emprega tortura para forçar pessoas a abandonar suas crenças. "Os excessos e a selvageria reduziram de fato a qualidade do governo e prejudicaram sua reputação externa", disse Jerome Cohen, membros do Conselho de Relações Internacionais e especialista nas leis chinesas. "Eles estão pagando um preço elevado por sua crueldade para com essas pessoas". De acordo com adeptos do Falun Gong e advogados chineses que defenderam seus casos, a crueldade continua, inalterada. David Ownby, autor de um livro sobre o Falun Gong e o futuro da China, disse que Li Hongzhi, o líder da organização, que vive em Nova York, e seus seguidores podem ter cometido um erro tático ao promoverem a manifestação em Pequim, mas que o Partido Comunista também errou ao interpretar essa ação como ameaça ao seu controle. "Se os dois lados tivessem sido mais astutos, o Falun Gong poderia ter sido cooptado pelo governo", disse Ownby, professor de estudos do Leste Asiático na Universidade de Montreal. Ele acrescentou que "as terríveis perdas de vidas poderiam ter sido evitadas

O desejo do homem, visto pelo olhar feminino

Foi um percurso sinuoso até a direção. A belga Agnès Varda chegou a Paris para estudar museologia na Sorbonne, tornou-se fotógrafa e foi por essa via que chegou ao cinema. Fez fotos deslumbrantes do lendário Jean Vilar no Théâtre National Populaire. Em 1954, transformou Vilar e o TNT nos temas de seu primeiro longa, La Pointe Corte, após uma série de curtas (O Saisons, O Chateux, Du Coté de la Côte, etc.) em que teve Alain Resnais como montador. La Pointe Courte foi considerado ?diferente? no panorama do cinema francês da época. Mais tarde, Varda foi etiquetada como precursora da nouvelle vague, mas o termo - e o movimento - ainda não existiam.Em seu livro Nouvelle Vague - Portrait d?Une Jeunesse, Antoine de Baecque lista os 20 filmes que fizeram o movimento. Lá estão obras de Jean-Luc Godard, François Truffaut, Jean Rouch, Alain Resnais. Há um filme de Varda, Cléo das 5 às 7, de 1962, e outro do marido da autora, Jacques Démy, Lola, a Flor Proibida, de 1960. Cléo concentra a vida de uma mulher em duas horas, durante as quais a valquíria Corinne Marchand espera pelo resultado de um exame que vai dizer se tem câncer ou não. Nada de muito grave ocorre. Corinne/Cléo passeia por Paris, tem encontros fortuitos, olha o mundo indiferente à sua ansiedade.Cléo das 5 às 7 concorreu à Palma de Ouro, mas você sabe que o vencedor, naquele ano, foi O Pagador de Promessas, de Anselmo Duarte. Três anos mais tarde, Varda fez Le Bonheur, que no Brasil foi lançado como As Duas Faces da Felicidade. Depois do sentido da vida, Varda discute agora o conceito de felicidade. E, de novo, a morte flana sobre suas personagens. É a história de um casal, interpretado por um casal de verdade, Jean-Claude Drouot e sua mulher, Claire. Levam o que parece uma vida perfeita. Casa, filhos, passeios aos domingos. Surge uma serpente nesse paraíso, outra mulher. Mas Marie-France Boyer não é fatal. Ela se introduz na vida de Jean-Claude, sem nada pedir. Ele vive a fantasia das duas mulheres.A ?legítima? sente-se preterida. O desfecho reproduz o começo, com uma diferença. Jean-Claude nunca mais será o homem pleno que foi um dia. O espectador que assiste hoje a As Duas Faces da Felicidade, mesmo cinéfilo, não é mais aquele que viu o filme há quase 45 anos. O mundo e o cinema mudaram, mas conceitos como amor, felicidade, fidelidade permanecem na ordem do dia. Fernanda Montenegro coloca a fidelidade - entre outras coisas - em discussão, num belo espetáculo sobre a ligação entre os filósofos Jean-Paul Sartre e Simone de Beauvoir, em cartaz no teatro, em São Paulo. O que é a felicidade? O conceito laico é um, o cristão se refere à bem-aventurança das Escrituras. As Duas Faces da Felicidade quase não tem diálogos. Fala pelas imagens, filmadas em esplêndido colorido - é um dos mais belos filmes já feitos -, e pela música de Mozart. Que uma mulher tenha feito esse filme para falar do desejo, de um desejo, masculino, é misterioso. Varda, antiburguesa, foi sempre fiel ao marido. Quase 20 anos após a morte de Démy, em 1990, ela permanece dedicada à memória do ex-companheiro. É o casamento, como instituição burguesa - contrato social -, que contesta.
var keywords

Parlamento libanês elege pela 5ª vez aliado do Hezbollah

BEIRUTE - Os deputados libaneses reelegeram hoje, por ampla margem, um aliado do Hezbollah para o posto de presidente do Parlamento, sinalizando que as facções políticas do país estariam convergindo para a formação de um governo de unidade nacional. A expectativa é a de que a reeleição de Nabih Berri - será o quinto mandato consecutivo dele como presidente do Parlamento - abra caminho para a formação de um novo governo no decorrer das próximas semanas, depois de uma acirrada disputa eleitoral.O pleito do dia 7 foi vencido por uma coalizão apoiada pelo Ocidente, mas o Hezbollah e seus aliados também obtiveram votação expressiva. Saad Hariri, líder da maioria pró-Ocidente, deverá ser o primeiro-ministro. Segundo ele, a escolha de Berri para o posto "consolida a unidade nacional e preserva a paz civil". A escolha de Berri, um muçulmano xiita, respeita uma estrutura de partilha de poder segundo a qual a presidência do país é ocupada por um cristão maronita, a chefia de governo cabe a um muçulmano sunita e o posto de presidente do Parlamento a um muçulmano xiita.

Amorim: democracia deve ser mantida em Honduras

NOVA YORK - O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, avalia que é importante que a institucionalidade seja respeitada e o sistema democrático seja mantido em Honduras. Em entrevista em Nova York, na sede da ONU, Amorim disse que tem falado com embaixadores e entende que "está havendo maior tranquilidade" no país. O Congresso de Honduras anunciou que irá investigar a conduta do presidente do país, Manuel Zelaya, que se recusa a acatar a decisão da Corte Suprema de restituir o chefe das Forças Armadas, destituído por ele. Amorim discursou nesta sexta-feira, 26, na conferência da ONU sobre a crise financeira mundial.

O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, qualificou nesta sexta-feira, 26, como "arbitrário e improcedente", o anúncio do Congresso do país de investigar sua conduta e sua capacidade de governar para destituí-lo do cargo, em meio a uma severa crise institucional. O militar foi afastado por se recusar a apoiar o presidente em uma consulta popular para reformular a Constituição.

A insistência em destituir do cargo o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas aumenta ainda mais a crise política que domina o Parlamento, os militares e a Justiça, divididas em torno da convocação de uma consulta popular, que seria realizada no domingo. Nesta consulta, os hondurenhos diriam se desejam a abertura de um processo de reforma constitucional que abriria a possibilidade de reeleição para o cargo de presidente a partir de 2010.

O general Vásquez tinha sido destituído na noite de quarta-feira, depois de ter dito que o Exército não poderia garantir a realização da consulta popular. Além dele, o ministro da Defesa, Edmundo Orellana, apresentou sua renúncia, juntamente com os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica. Zelaya é considerado um aliado do presidente venezuelano, Hugo Chávez.

A moção legislativa para investigar o presidente, apresentada pelo deputado democrata-cristão Ramón Velásquez, foi aprovada pela maioria dos 128 deputados. Foi rejeitada por quatro deputados do esquerdista Partido Unificação Democrática (UD). Velásquez informou que a investigação será feita por cinco deputados e pode resultar em "medidas drásticas". A iniciativa tem como foco investigar o líder por "não prestar a devida atenção aos problemas de interesse nacional e não acatar as decisões judiciais, em detrimento do Estado de direito".

Especula-se que os legisladores poderiam até afastar o presidente. Zelaya pretende realizar neste domingo uma consulta popular para reformar a Constituição, medida rechaçada pela oposição, que vê nela apenas um meio para se aprovar a reeleição presidencial. Logo após o discurso do governante, o líder do Congresso, Roberto Micheletti, chamou Zelaya de "transtornado".

O deputado da UD Marvin Ponce disse que a intenção da comissão era "dar um golpe técnico no presidente", para impedi-lo de realizar a consultar popular. Ponce chegou a dizer que a iniciativa configurava um "golpe de Estado já planejado".

O secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), José Miguel Insulza, disse no México que "quando há um conflito entre poderes, é preciso primeiro dirimi-lo com diálogo e consenso". O Equador pediu a convocação do Conselho Permanente da OEA para discutir a crise no país.

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, afirmou que as medidas contra Zelaya são uma tentativa da "burguesia" para derrubá-lo. "Não vêm que querem destituí-lo? Tenha segurança a burguesia de Honduras que a Venezuela e outros países não reconheceremos nenhum governo que pretendam instalar em Honduras", disse Chávez.

Os presidentes da Bolívia, Evo Morales, e da Nicarágua, Daniel Ortega, manifestaram solidariedade a Zelaya. O ex-líder cubano Fidel Castro também se solidarizou, em uma de suas "Reflexões", colunas publicadas na imprensa estatal cubana. Fidel apontou que não houve ilegalidade, pois Zelaya é também o Comandante Geral das Forças Armadas e portanto tem o direito de afastar os comandados.

Herança viva, longe da academia

A cerâmica é um ponto de inflexão do processo civilizador, tão importante quanto o foi a pedra lascada. Em primeiro lugar porque pedra e madeira, quando foram usados nos primórdios da civilização, o foram apenas como alterações de sua forma externa, enquanto que a cerâmica foi uma transformação da matéria, de lama e terra, em material sólido, indistinguível, sob um aspecto primitivo, da pedra. Além do mais, devido a sua plasticidade, foi desde o início necessário adicionar à argila materiais antiplásticos para produzir os artefatos desejados, o que podemos entender como o nascimento da engenharia. A segunda razão para considerar o advento da cerâmica como o acontecimento técnico culminante, desencadeador da civilização, é a função social edificante dos objetos assim produzidos. Enquanto a pedra lascada servia antes à caça e à guerra, ou seja, a ações violentas, a cerâmica prestou-se à manutenção e cocção de alimentos, atividades pacíficas, agregadoras. Talvez como consequência mesmo destas duas características tenha a cerâmica também adquirido tantas outras atribuições. Há uma certa magia na transformação da lama em pedra, o que poderia estar na raiz das inúmeras manifestações míticas e historiográficas inscritas em cerâmicas em praticamente todas as culturas. E não foi também da lama que Jeová, deus semita-cristão, fez o homem, do mesmo material de que é feita a cerâmica? Assim sendo é de espantar e de lamentar a quase total indiferença do mundo acadêmico nacional em relação à cerâmica pré-colombiana brasileira.Verifica-se que as mais antigas culturas ceramistas das Américas não se encontram nem no México dos Olmecas e de Tlatilco, nem no Peru de Cupismique e Chavin ou no Equador de Valdívia, mas no Brasil, em Tapeirinha, em Pedra Pintada. Tapeirinha, com suas peças de 5.600 a.C, não somente é anterior a qualquer outra cerâmica americana como também o é àquelas da Europa, incluída a Grécia. Somente no Japão (Cultura Jomon, 10 a 12 mil anos a. C.) e no norte da África a cerâmica é anterior à brasileira, sendo aquela famosa de Starcevo (Balkans) tão somente contemporânea à de Tapeirinha.Também do ponto de vista estético poucos, em todo o mundo antigo, são os exemplos de cerâmicas tão originais e harmoniosas quanto aquelas urnas para exumação secundária; ou tão elaboradas e expressivas quanto os vasos sustentados por cariátides da cultura tapajoara. Pois bem, tanto quanto a importância histórica como quanto à riqueza estética e iconográfica, a cerâmica brasileira se revela pelo menos tão atraente quanto qualquer outra do mundo para a exploração acadêmica. Não obstante, a universidade e a academia nacionais pouco ou nada de seus esforços dedicam a esta herança, a este passado insigne. Tenho à minha frente, como comprovação inquestionável desta deficiência, um volume da série Technology and Innovation in Ancient Societies, da Sociedade Smithsonian, que versa sobre o "Advento da Cerâmica". O excelente capítulo sobre a cerâmica brasileira primordial, escrito pela pesquisadora americana Ana C. Roosevelt, cita, dentre 33 artigos técnicos, apenas dois boletins do Museu Paraense (Goeldi).Parece-nos que arqueólogos brasileiros se ocupam mais da antiguidade grega e romana do que daquela de seu País. Para apreciar as requintadas cerâmicas marajoara e tapajoara têm os brasileiros que recorrer aos museus europeus e americanos, contrariamente ao que acontece com o povo peruano, por exemplo, que dispõe de imensa amostragem da cerâmica de seu país, centenas de milhares, em dezenas de museus espalhados por todo o seu território. É de indagar-se, se a falta de autoestima que caracteriza o brasileiro não seria exacerbada por tanta omissão dos intelectuais nas universidades e academias brasileiras em relação ao seu próprio patrimônio cultural. Rogério Cezar de Cerqueira Leite é professor emérito da Unicamp, presidente do Conselho de Administração da ABTLuS (Laboratório Síncrotron, Centro de Bioetanol, Centro de Biologia Molecular, Centro de Nanotecnologia) e membro do Conselho Editorial da Folha de S.Paulo
var keywords = "";
COMENTÁRIOS

Na Nicarágua, presidente de Honduras diz como foi destituído

MANÁGUA - O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, destituído pelo Parlamento de seu país que nomeou em seu lugar Roberto Micheletti, disse nesta segunda-feira, 23, na Nicarágua que está vivo por "uma graça de Deus". Zelaya, que está em Manágua participando em reunião urgente da Aliança Bolivariana para as Américas (Alba), que exigirá que seja restituído em seu cargo, anunciou além disso que voltará a Tegucigalpa para tomar posse de seu cargo "no momento em que considere que deve fazê-lo".

Zelaya contou como um grupo de militares encapuzados, armados e protegidos com coletes o ameaçaram. "Diziam-me: se não soltar o celular, atiramos. Solte o celular senhor, e todos apontando para minha cara e meu peito", prosseguiu. "Em forma muito audaz lhes disse: se vocês vêm com ordem de disparar, disparem, não tenho problema de receber, de parte dos soldados da minha pátria uma ofensa a mais para meu povo, porque o que estão fazendo é ofendendo o povo", acrescentou.


Zelaya assegurou que um dos militares lhe arrebatou o celular de sua mão e depois o levaram para o avião que o levou à Costa Rica. "Vieram me deixar no aeroporto da Costa Rica sem avisarabsolutamente nada. Reportaram quando estavam chegando que vinha o presidente de Honduras e queriam que alguém os recebesse", seguiu. Segundo Zelaya, foi recebido pelo chefe de protocolo da Costa Rica, depois que três soldados hondurenhos lhe abriram a porta do avião em que foi trasladado.

"Esse atentado perpetrado contra nosso sistema fala mal da humanidade", continuou, que lamentou o retrocesso da jovem democracia hondurenha. O presidente hondurenho disse que como cristão perdoa os que quase o matam "em um momento determinado" e desculpa a todos os que "estão fazendo isto". "Pensava que era um levante militar (...). Hoje se evidenciou que é uma conspiração, um complô da elite política e da cúpula militar, temendo perder seu prestígio por causa de uma pesquisa de opinião pública", denunciou em outra parte de seu discurso. Ele reafirmou também que em Honduras há apenas um só líder. "Ele está aqui em frente de vocês, porque os presidentes são eleitos pelo povo."

"Estou vivo por uma graças de Deus, honestamente o digo", disse Zelaya durante a inauguração da cúpula extraordinária da Alba, ladeado pelos presidentes Hugo Chávez (Venezuela), Rafael Correa (Equador), Daniel Ortega (Nicarágua) e pelo chanceler de Cuba, Bruno Rodríguez. "Houve um momento em que as rajadas das metralhadoras que estavam sendo disparadas em nossa frente eram tão fortes, e era tanta a violência e brutalidade com que mais de 200 elementos (militares) invadiram minha casa em começo da manhã deste domingo", narrou.

Zelaya condenou o "golpe" do qual foi vítima e advertiu que "se abriu o expediente hoje dos golpes de Estado, nenhum presidente estaria tranquilo daqui para frente, porque usariam qualquer argumento como o que estão utilizando em Honduras". Agradeceu o respaldo internacional a ele e aos órgãos sociais de seu país que anunciaram uma greve geral até que seja restituído na Presidência de Honduras.

A crise

Este foi o primeiro golpe de Estado na América Central desde o fim da Guerra Fria e o terceiro na história de Honduras - o país sofreu outros dois, em 1956 e 1982.O plebiscito para mudar a Constituição, permitindo que ele se candidatasse à reeleição nas eleições gerais, em novembro, proposto por Zelaya, um aliado do presidente venezuelano, Hugo Chávez, foi considerado ilegal pela Justiça do país, pelo Congresso, incluindo membros do próprio partido de Zelaya, e enfrentava oposição também do Exército. Na semana passada, em resposta à votação, os parlamentares aprovaram uma lei que impedia a realização de consultas populares 180 dias antes e depois das eleições. Zelaya ignorou a lei e manteve o plebiscito. Na quinta-feira, porém, o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, o general Romeo Vázquez, negou-se a dar apoio logístico à votação, argumentando que ela havia sido declarada "ilegal" pelo Congresso. Um dia depois, Zelaya destituiu o general e a crise se agravou.Após a demissão de Vázquez, o ministro da Defesa, Ángel Orellana, e outros comandantes militares também renunciaram. A situação piorou quando a Justiça acatou dois recursos contra a destituição do general e mandou reconduzi-lo ao cargo. "As Forças Armadas agiram em defesa da lei", afirmou o Judiciário em comunicado lido ontem nas rádios.Em sessão extraordinária convocada após a saída de Zelaya do país, os deputados hondurenhos leram uma carta atribuída ao presidente em que ele renunciava por causa da crise política e de problemas de saúde. "Em razão de problemas graves de saúde, apresento minha renúncia irrevogável", dizia o texto supostamente escrito pelo presidente. Assim que desembarcou na Costa Rica, ainda de pijamas, Zelaya deu entrevista à rede de TV venezuelana Telesur negando a autoria da carta.

Na mesma sessão extraordinária de ontem, os deputados de Honduras nomearam Roberto Micheletti, líder do Congresso, como novo presidente do país. Em uma de suas primeiras medidas, Micheletti decretou toque de recolher por 48 horas, até amanhã. Em uma coletiva após a posse, ele também afirmou que receberá "com muito gosto" Zelaya se ele desejar voltar a Honduras sem o apoio de Chávez. Micheletti deve permanecer no cargo até 27 de janeiro de 2010 - último dia do mandato de Zelaya.

Preso homem que vendia falsos atestados médicos em SP

O diabo esta Cegando o Entendimento do Homem e levando ele para o Sofrimento
SÃO PAULO - Um homem responsável por distribuir atestados médicos falsos foi preso, nesta segunda-feira, 29, na Praça da Sé, centro de São Paulo.

Moisés Nicolau Filho, de 44 anos, foi flagrado com material para produzir os falsos documentos. Ele tentou fugir ao ser abordado, mas foi dominado por agentes do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic).

Com o criminoso, que cobrava R$ 20 por atestado, os policiais apreenderam carimbos e atestados em nome de diversos médicos. Com a prisão de Moisés, será apurado agora se os registros de CRM e os nomes de médicos que constavam nos carimbos e nos atestados realmente existem. Filho foi autuado por falsificação de documento particular.

Chinesa desaparecida: PMs condenados foram citados na CPI das Milícias, Violencia

RIO - Os nomes dos quatro policiais, dois civis e dois militares, condenados a prisão nesta segunda-feira por envolvimento no desaparecimento da chinesa Ye Guoe, de 35 anos, figuram também no relatório final da CPI das Milícias da Alerj. Agora, a Polícia irá investigar se o corpo da chinesa, ainda não encontrado, estaria enterrado na Favela da Covanca, em Jacarepaguá, controlada por uma milícia.
Os policiais foram condenados a 12 anos de prisão por terem sequestrado a chinesa quando, em julho do ano passado, ela saía de um shopping na Barra da Tijuca com 130 mil dólares na bolsa. Os policiais foram reconhecidos pela testemunha-chave do crime e, de acordo com o Tribunal de Justiça do Rio, Marcelo Gomes da Costa, Fabiano do Amaral Bernardes, Cláudio Rodrigues de Azevedo e Izan Chaves de Mello também perderam o cargo público que ocupavam.
"Determino a perda dos cargos públicos ocupados pelos quatro primeiros denunciados, não só em razão do quantitativo da pena aplicada, mas também pelo fato de que não se pode admitir, por razões óbvias, a manutenção nos quadros das Polícias Civil e Militar do Estado de pessoas capazes de praticar fatos como o destes autos", escreveu o juiz André Ricardo Ramos, a 28ª Vara Criminal do Rio, na sentença.
A chinesa foi vista por um taxista sendo levada em uma viatura policial antes de desaparecer. Eles foram condenados por roubo triplamente circunstanciado (emprego de arma, reunião para a prática de crime e retenção da vítima), mas foram absolvidos da acusação de ocultação de cadáver, uma vez que não há provas de que a chinesa esteja morta.
Seis funcionários da casa de câmbio da Barra da Tijuca onde a chinesa trocou dinheiro antes de ser sequestrada foram acusados de falso testemunho, mas apenas uma foi condenada. Graziele Oliveira de Farias foi sentenciada a uma pena de um ano e dois meses de reclusão, que foi convertida em multa e prestação de serviços comunitários. Os outros cinco foram absolvidos. Durante as investigações, eles garantiram que em nenhum momento a chinesa esteve na casa de câmbio. Os funcionários negaram porque a casa de câmbio não tinham permissão para fazer compra e venda de dólar. As operações na casa eram feitas de forma ilegal.
O crime aconteceu em julho do ano passado. A chinesa Ye Guoe foi sequestrada em frente ao shopping Downtown, na Barra. Antes de desaparecer, ela foi vista pela última vez entrando numa casa de câmbio, onde trocou R$ 220 mil por US$ 130 mil. Uma das provas que incriminam o grupo é o resultado dos exames comparativos do fio de cabelo da chinesa, encontrado no carro dos policiais da DH da Baixada Fluminense, usado para o seqüestro. A polícia acredita que a chinesa foi morta, mas os acusados nunca admitiram o crime.

CAMPANHA RESTAURANDO A FAMILIA

Acontece nos dias 25, 26, 27, 28, 29, 30 , 31, 01 do Mes de Julho a Agosto na Sede Nacional de igreja Evangelica Jesus Cristo e o Senhor a grande Campanha da Restauraçao da Familia onde estaremos Orando e Intercedendo ao Pai todo Poderoso que esta nos Ceus por restauraçao das Familias em Favor dos Noivos, namorados,Esposas e Esposos, voce que estar com poblema no seu relacionamento Conjugal ou Familiar com Filhos e Filhas estar tendo Desavenças no lar no trabalho com Vizinhos com Sogras Sogros venha participar desta Campanha onde contaremos com as presenças do Evangelista Adeval Muniz dos Santos de Missionaria Maria Lucia e da Missionaria Andreia do Diacono Manoel francisco e outros Irmaos que Participarão desta Campanha o Pastor Jose Carlos, Presbitero Marcelo Diacono Jose Fernandes Jose Roberto e outros Irmaos que participarão desta Campanha que sera uma Benção na presença do Senhor
pedimos a voce que estiver precisando de paz de Espirito no seu casamento e na sua Casa venha para esta Campanha
Faça Sua Doaçao de Roupas Usadas Para as familias Carentes Enviando Para a Rua Antonio Pinheiro N. 65 Bairro são raimundo- Cidade Ubatã bahia Brasil- CEP:45550-000
Pastor Jose carlos Marques dos santos

segunda-feira, 29 de junho de 2009

Porque orar pelas nações?

Missões, ta no coraçao de DEUS.
Porque a intercessão é uma das formas mais elevadas de oração porque trata com uma das coisas mais preciosas que existem: as almas dos homens e mulheres.
Atualmente, a igreja cristã está enfrentando um desafio espiritual - o desafio do Islamismo, Budismo e Hinduísmo, que tem se espalhado em cada continente da terra. George Otis Jr. escreveu: "Enquanto o igreja avança para o ano 2000... multidões ainda esperam no vale da decisão; a questão é quem vai alcançá-los primeiro. Nunca antes a igreja teve que enfrentar tal diversidade de rivais comprometidos com os princípios do ativismo". (O Último dos Gigantes). Enquanto Deus escolhe seus vasos, e Seu sacerdócio real, não podemos ignorar nossa responsabilidade para com esta geração de pessoas, desde a África até a Ásia, da Europa até o Oriente Médio. Devemos entrar na batalha. É surpreendente a evidência de como a oração é efetiva e faz uma diferença no destino de pessoas e nações.
Certamente Deus está disposto a responder orações. Resta aos homens e mulheres que se agarrem as vastas promessas que Sua palavra contém sobre a oração. E.M. Bounds declara que "oração é a linguagem de um homem carregado com um sentido de necessidade... Não orar não é apenas declarar que nada é necessário, mas admitir a não realização dessa necessidade".
Por razões além do nosso entendimento, parece que Deus se fez dependente de nossas orações. Isso é particularmente verdade em como Deus depende da oração intercessória para preparar os não salvos para a salvação. Andrew Murray disse: "O intenso desejo de Deus de abençoar parece que de alguma maneira está limitado a Sua dependência em intercessão como a mais elevada expressão da disposição de Seu povo em receber e submeter-se totalmente ao exercício de Seu poder. "Além disso, R.A. Torrey escreveu: "... tem havido reavivamento sem muita pregação, mas nunca houve avivamento sem oração poderosa".
Necessitamos agora que Deus mova as nações da JANELA 10/40. Felizmente, é para esses momentos que Ele prometeu através do profeta Joel "derramar Seu Espírito sobre toda carne". Joel 2:28
Quando participamos em orar pelos países da Janela 10/40 podemos estar seguros de que Jesus estenderá Seu Reino através de nossa intercessão. Enquanto chegamos a Sua presença com corações limpos e cheios de fé sabemos que Ele prometeu: "Pede-me e te darei as nações por herança e os fins da terra por tua possessão". Sl.2:8.
VOCÊ CONHECE AS 62 NAÇÕES DA JANELA 10/40? Conheça um pouco sobre as nações da Janela 10/40. Incentivamos você a participar de maneira mais direta no alcance destas nações...através da intercessão, ou até mesmo indo. A nossa oração é que ao ler essas informações, Deus esteja falando ao seu coração e te chamando para um compromisso verdadeiro e profundo para orar pelos povos menos evangelizados do mundo.
AS 62 NAÇÕES:
- ÍNDIA Evangélicos 1% - MAURITÂNIA Evangelicos 0 % - SUDÃO Evangélicos 3% - AFEGANISTÃO Evangélicos 0,02% - JAPÃO Evangélicos 3% - GUINÉ-BISSAU Evangélicos 1,2% - KUWEIT Evangélicos 0,5 % - BANGLADESH Evangélicos 0,2 % - BUTÃO Evangélicos 0,03 % - ARÁBIA SAUDITA Evangélicos 0,007% - GUINÉ Evangélicos 0,75 % - TAILÂNDIA Evangélicos 0,3 % - NIGER Evangélicos 0,1 % - KIRGHIZISTÃO Evangélicos 0,003 % - IRÃ Evangélicos 0,05 % - BUKINA-FASO Evangélicos 3 % - MALI Evangélicos 0,9 % - AZERBAIDJÃO Evangélicos 0,003 % - BENIM Evangélicos 2 % - INDONÉSIA Evangélicos 6 % - LAOS Evangélicos 1,9 % - SAARA OCIDENTAL Evangélicos 0% - EGITO Evangélicos 0,8 % - UZBKISTÃO Evangélicos 0,001 % - NEPAL Evangélicos 0,5 % - EMIRADOS ARABES Evangélicos 0,7 % - ALBÂNIA Evangélicos 5 % - MARROCOS Evangélicos 0,01 % - IRAQUE Evangélicos 0,5 % - SRI LANCA Evangélicos 0,9 % - ISRAEL Evangélicos 0,35 % - TADJIKISTÃO Evangélicos 0,001 % - CHINA Evangélicos 4 % - DJIBUTI Evangélicos 0,03 % - LEMEN Evangélicos 0,01 % - VIETNÃ Evangélicos 0,6 % - FORMOSA Evangélicos 3 % - BAHREIN Evangélicos 1,5 % - BRUNEI Evangélicos 0,06 % - LÍBANO Evangélicos 4,3 % - CATAR Evangélicos 0,007 % - TURKOMENISTÃO Evangélicos 0,001 % - ETIOPIA Evangélicos 10 % - BISMÂNIA Evangélicos 4% - TIBET Evangélicos 0,02 % - ARGÉLIA Evangélicos 0,01 % -LÏBIA Evangélicos 0,1 % - MALÁSIA Evangélicos 2 % - OMÃN Evangélicos 0,1 % - CAZAQUISTÃO Evangélicos 0,004 % - TUNÍSIA Evangélicos 0,001 % - CAMBOJA Evangélicos 0,05 % - TURQUIA Evangélicos 0,03 % - COREIA DO NORTE Evangélicos 0,5 % - SOMÁLIA Evangélicos 0,01 % - PAQUISTÃO Evangélicos 0,5 % - NIGÉRIA Evangélicos 17 % - MALDIVAS Evangélicos 0,1 % - JORDÂNIA Evangélicos 0,4 % - SENEGAL Evangélicos 0,1 % - SIRIA Evangélicos 0,1 % - MONGÓLIA Evangélicos 0,1 %.

CCJ do Senado aprova divórcio sem separação prévia

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou ontem emenda à Constituição que acaba com a exigência de separação prévia do casal para efetivar o divórcio. Aprovada há pouco mais de um mês no plenário da Câmara, a proposta terá agora de ser votada, em dois turnos, pelo plenário do Senado.Atualmente, para entrar com processo de divórcio, o casal precisa provar separação judicial por mais de um ano ou separação de fato por mais de dois anos."Com essa emenda, o divórcio poderá ser feito de maneira rápida. Do jeito que é hoje, só serve para dar dinheiro para cartórios e para o Judiciário", disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), relator da proposta. Ele explicou que exigência de separação prévia antes da efetivação do divórcio, instituído no Brasil em 1977, foi uma medida adotada para acomodar as pressões da Igreja Católica na época da aprovação da lei.
O QUE DEUS UNIO QUE O HOMEM NÃO SEPARE.

Tenista diz que vai doar parte do prêmio de Roland Garros à igreja

Svetlana Kuznetsova dá mais uma prova de sua religiosidade. A tenista de São Petersburgo mostrou um lado seu pouco conhecido ao se benzer na entrada e saída da Quadra Philipe Chatrier e ao falar com os jornalistas já como campeã de Roland Garros, há duas semanas, quando citou Deus várias vezes.Agora, de Moscou, vem a notícia de que Sveta, como é carinhosamente chamada no circuito, vai doar parte do prêmio em dinheiro que recebeu - 1 milhão e 60mil euros - pelo título do Grand Slam francês para a igreja.Outra parte da premiação que recebeu pela conquista de seu Segundo título de Grand Slam será gasto na compra de um apartamento para ela e um relógio de luxo. "Estou planejando comprar uma acomodação em Moscou, já que atualmente alugo um apartamento. Também prometi a mim mesma comprar um bom e caro relógio", comentou a número 5 do mundo ao jornal Sovetsky Sport."Mas a maior parte do dinheiro, vou doar para a minha igreja. O diretor do templo ortodoxo é meu pai espiritual. Tento ir lá com frequência, para pensar sobre minha vida pessoal, sobre algo eterno. Mas meu calendário é cheiio. Ocasionalmente, o padre me visita. Não importa o quão estranho isso soe, sou uma pessoa muito religiosa e procuro ir à igreja mesmo em outros países", esclarece Kuznetsova, que pratica o catolicismo de rito ortodoxo, como é tradição na Rússia."Na Itália, quando disputamos a Fed Cup, fui à Igreja de São Nicolau. Eu venerei as relíquias e fiz um pedido. Eles dizem que vão se realizar, com certeza. A fé me ajuda em tudo, a fé auxilia a me superar."

Líder da Assembleia de Deus já cobra voto de fiéis para

Através de cartas com tom ameaçador, o bispo Manoel Ferreira (foto), presidente vitalício da Assembleia de Deus e deputado federal, diz, aos pastores importantes da igreja, que seus cargos são de confiança e estão obrigados a apoiar o candidato por ele indicado.O bispo Manoel Ferreira, presidente vitalício da Assembleia de Deus - ministério Madureira - e deputado federal (PTB-RJ), tem mandado cartas aos pastores importantes da igreja, a maior denominação evangélica do País, com cerca de 3,5 milhões de adeptos, para pedir votos ao também pastor Dilmo dos Santos para deputado estadual em São Paulo nas eleições do próximo ano. Obtida pelo jornal Estado de São Paulo, a correspondência tem tom ameaçador e deixa claro aos pastores presidentes de campo (responsáveis pela administração de uma média de 50 templos) que seus cargos são de confiança e eles estão obrigados a apoiar o candidato. "Esta eleição me mostrará quem são meus amigos e homens de confiança através dos mapas eleitorais. (...) Oro a Deus que não tenha nenhuma surpresa negativa, o que evidenciaria em quebra de confiança", diz o texto. Ferreira - que foi candidato a vice-governador do Rio na chapa de Eduardo Conde (PMDB), derrotado por Rosinha Matheus em 2004, e veio a São Paulo no ano passado apoiar a candidata do PT à prefeitura, Marta Suplicy - determina aos pastores em outro trecho da carta que rompam qualquer acordo com outro político. "Mais vale a presidência de uma igreja e a confiança de um presidente nacional vitalício que qualquer acordo político contra a nossa vontade." A seguir, o dirigente conclama os pastores a iniciar imediatamente o que chama de "conscientização" da pré-candidatura. "Não vamos iniciar o trabalho na época da eleição", defende. A legislação define a data de 6 de julho do ano de pleito, ou seja, daqui a pouco mais de um ano, para o início da propaganda política.Começar a propaganda tanto tempo antes pode render problemas ao bispo, na opinião do presidente da comissão político-eleitoral da OAB-SP, Sílvio Salata. "Ele se antecipou muito e a carta é propaganda eleitoral ostensiva, com a agravante de que há coação e aliciamento de eleitores. Como o bispo exerce a função pública de deputado federal pode responder por abuso de poder político, propaganda extemporânea e coação de eleitores", afirmou.Segundo o advogado, igrejas são locais vedados para campanhas políticas, de acordo com a minirreforma eleitoral. Eventuais transgressores estão sujeitos a multas de R$ 2 mil a R$ 8 mil. No caso da campanha antecipada, a penalidade varia entre R$ 21 mil e R$ 53 mil. O advogado Hélio Silveira, especialista em legislação eleitoral, considera antecipação de propaganda. "Citar um candidato da forma que está na carta configura propaganda antecipada, o que contraria o artigo 36 da Lei 9.504. Se a prática for reiterada, pode-se arguir abuso de poder econômico." RádioNo programa Palavra de Vida na Rádio Musical FM, do pastor Samuel Ferreira, filho de Manoel e presidente da igreja em São Paulo, Santos participa de todos os debates e tem até uma vinheta que, para evitar problemas com a Justiça Eleitoral, não o cita como candidato, mas deixa claro que ele é o escolhido pela instituição. "Pastor Dilmo dos Santos é São Paulo, e com ele vamos caminhar", diz a letra da canção. Presidente da Assembleia de Deus em Piracicaba, interior de São Paulo, Santos não vê nenhuma irregularidade na propaganda antecipada. "Esta é uma decisão interna corporis da igreja. Eu tive minha pré-candidatura aprovada em um congresso da denominação em novembro do ano passado, em Bauru. Além disso, não estou fazendo campanha, sou apenas pré-candidato indicado pela instituição e não temo que a carta seja interpretada como campanha antecipada", defendeu-se.Segundo o pré-candidato, o cargo de presidente de igreja é de livre nomeação do presidente nacional. No ano passado, o pastor foi candidato a vice-prefeito de Piracicaba na chapa de Gustavo Hermann (PSB), mas teve a candidatura negada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) por ter dupla filiação, ao PDT e ao PSB. Procurado pela reportagem durante três dias, o bispo Manoel Ferreira não retornou às ligações com pedido de entrevista.
DEUS NÃO APROVA A POLITICA DENTRO DA IGREJA POIS FOI POR ELA QUE O SENHOR JESUS FOI MOTO POIS O HOMEM ELE E CORRUPTO QUANDO O SENHOR NOS PEDE PARA QUE SEJAMOS INCORRUPTIVEL E SANTO MAI O HOME A CADA DIA QUER MAIS PODER NÃO SABENDO QUE O PODER AQUI NA TERRA E PASSAGEIRO POR CAUSA DISSO E QUE O MUNDO ESTA DO JEITO QUE ESTAR.

Convertido ao Islã, Michael Jackson morre sozinho e

Segundo autoridades de Los Angeles, Michael Jackson morreu nesta quinta-feira, 25 de junho, após ter sofrido uma parada cardíaca, em sua casa, nos EUA. Paramédicos foram chamados, mas ele já estava morto quando chegou ao hospital. Em novembro do ano passado, o popstar --criado como Testemunha de Jeová-- se converteu ao islamismo.Michael Jackson não estava em sua casa no dia 18 de novembro de 2003 quando seu rancho de 1,3 mil hectares, batizado de Neverland, foi invadido por 60 investigadores que buscavam pistas que pudessem comprovar uma denúncia de pedofilia feita contra o cantor.Dois dias depois, e Michael chega algemado a uma delegacia sob a acusação de ter abusado sexualmente de um menor de 12 anos. Ele paga uma fiança de US$ 3 milhões e deixa o local no mesmo dia. Era o início de uma batalha judicial que o inocentou 20 meses depois, tempo suficiente para manchar para sempre a carreira de um dos maiores fenômenos da música. Jackson 5 O cantor nasceu Michael Joseph Jackson, em Gary, no Estado de Indiana, no Estados Unidos, no dia 29 de agosto de 1958. Ao todo, seus pais tiveram nove filhos, mas foi ele quem revelou uma habilidade musical fora do comum desde muito pequeno. Esse talento acabou explorado por seu pai, Joseph Jackson, que montou um grupo com alguns de seus filhos e o batizou de Jackson 5. Michael --o sétimo filho-- integrou o conjunto e logo ganhou destaque com seu carisma, que à época assombrou produtores musicais. O sucesso pelo interior dos Estados Unidos acabou rendendo um contrato com a lendária gravadora Motown. Nesse período, os Jacksons ganharam sete singles de platina pela venda de aproximadamente um milhão de cópias e três álbuns de platina pela venda de mais de dois milhões de discos. Apesar do sucesso prematuro, Michael costuma se remeter àquela época como um período infeliz de sua vida. Dominado por um pai abusivo, disse depois que se sentia isolado e sozinho. Apogeu Foi em 1971 que a Motown começou a lançar o cantor em carreira solo --entre indas e vindas, o último trabalho de Michael com os Jackson 5 foi em 1984 no álbum "Victory". Ele arrebatou milhões de fãs ao criar um novo estilo, que unia canções de refrão fácil, musicalidade e muita dança. Em 1972, ele foi eleito o melhor vocalista masculino do ano por seu primeiro disco solo, "Got to Be There". Mas os holofotes se voltaram mesmo para ele em agosto de 1979 com o lançamento do álbum "Off the Wall", que vendeu 11 milhões de discos. O grande marco, no entanto, viria em dezembro de 1982, com "Thriller". O disco, com músicas de sucesso como "Billie Jean" e "Beat It", vendeu mais de 100 milhões de cópias no mundo todo até hoje, o que faz dele o mais vendido da história. "Thriller" foi seguido de "Bad" (1987) --que vendeu 20 milhões de cópias-- e "Dangerous", de 1991 (21 milhões de cópias). Os recordes davam uma amostra do espaço que o cantor ocupava na cena pop. Michael Jackson mudou a história da música ao também inovar em outros dois campos da indústria do entretenimento: ele adotou um marketing agressivo de divulgação de discos e passou a produzir clipes quase cinematográficos. Os contratos de publicidade com a fabricante de refrigerantes Pepsi e a gigante de eletrônicos Sony, além de investimentos em catálogos de música, renderam a Jackson uma grande fortuna. Ao se transformar em sensação mundial, acabou protagonizando sucessos e escândalos, sempre com ampla cobertura da mídia. Queda As primeiras críticas sofridas por Michael começaram em 1984, quando ele afinou o nariz: era a primeira de uma série de cirurgias plásticas que mudaram as características de seu rosto. Em 1991, ele chegou a ser comparado a um androide. Ao morrer, o cantor tinha a pele completamente branca --resultado de uma doença, de acordo com ele-- e o nariz, boca e queixo modificados. Mas o declínio de sua carreira começou mesmo em agosto de 1993, quando ele sofreu a primeira acusação de pedofilia. Um homem recorreu à Justiça afirmando que Michael abusou de seu filho, Jordan Chandler, 13. O caso acabou resolvido fora dos tribunais em um acordo que pode ter envolvido US$ 25 milhões. O escândalo ocorreu pouco depois de Jackson ter voltado às manchetes dos jornais ao anunciar seu casamento com Lisa Marie Presley --a filha de Elvis-- então com 26 anos e herdeira de uma fortuna estimada em US$ 100 milhões. Apesar de ter conseguido evitar uma guerra nos tribunais, o escândalo comprometeu sua carreira por toda a década de 90. Em junho de 1995, ele lançou o disco duplo batizado de "HISstory, Past, Present and Future - Book 1", que recebeu críticas negativas e teve vendas de 16 milhões de cópias, resultado abaixo do esperado em razão dos gastos de quase US$ 40 milhões em publicidade. Em fevereiro do ano seguinte, ele se separa de Lisa Presley para se casar em novembro com a enfermeira Debbie Rowe --então com 37 anos--, com quem teve dois filhos: Prince Michael e Paris Michael Katerine. O casamento durou até 1999, quando eles se divorciaram. Michael só voltou à mídia em 2001, com o álbum "Invincible". O racha do cantor com a Sony resultou em uma fraca divulgação e oito milhões de discos vendidos, seu pior desempenho desde "Off the Wall (1979)". A partir de então, os comentários sobre a produção musical de Michael Jackson voltaram a ceder espaço aos escândalos de sua vida particular. O primeiro deles aconteceu em novembro de 2002, quando ele decidiu pendurar seu terceiro filho --com uma mãe de aluguel--, Prince Michael 2º, de nove meses, para fora da sacada de um hotel em Berlim. As críticas o obrigaram a pedir desculpas públicas no dia seguinte. Pedofilia Essa não foi a única atitude intempestiva do cantor. A mais polêmica estava prestes a acontecer. Em fevereiro de 2003, uma TV britânica mostrou o documentário "Living With Michael Jackson", de autoria do jornalista Martin Bashir, que passou oito meses entrevistando o cantor em Neverland. No filme, o repórter pergunta sobre o episódio em que Michael é acusado de pedofilia em 1993. O cantor reafirma que nunca abusou de um menor, mas confessa que já havia dividido sua cama com vários garotos. A polêmica ganhou as manchetes e as TVs do mundo todo, que disputavam o direito de veicular o documentário. Quando o assunto começava a deixar os noticiários, nova polêmica: motivado pelo filme, os pais de um adolescente entram com uma ação contra Michael Jackson afirmando que, em 2000, ele molestou seu filho, que à época contava 12 anos. Dessa vez o astro não conseguiu evitar o julgamento, que só começou em janeiro de 2005 e teve duração de seis meses. A ação gerou novas denúncias de pedofilia, que envolveu até o ator Macaulay Culkin, que precisou ir ao tribunal negar que tenha sido abusado por Michael. O cantor venceu o processo, mas saiu dele doente, com uma dívida de US$ 270 milhões e a vida devastada. Para não perder Neverland, afundada em dívidas, Michael precisou vender os direitos de cerca de 200 canções dos Beatles, que ele detinha desde 1985. Mesmo endividado, o cantor não esperou mais do que um mês após o veredicto para comprar um luxuoso imóvel e se mudar para Bahrein, pequeno reino do Golfo. Ele só voltaria para os Estados Unidos em dezembro de 2008, quando alugou uma mansão em Los Angeles por US$ 100 mil mensais. Michael Jackson comemorou seus 50 anos em agosto do ano passado ao lado apenas dos filhos e sob a especulação de que estaria cada vez mais doente. De acordo com alguns tabloides, o cantor sofria de uma grave doença pulmonar genética que o teria convencido de que morreria em breve. ConversãoEm novembro do ano passado, o popstar --criado como Testemunha de Jeová-- se converteu ao islamismo em uma cerimônia na casa de um amigo em Los Angeles. A conversão lhe deu uma nova alcunha: Mikaeel, nome de um dos anjos de Alá.De acordo com o tablóide The Sun, a cerimônia de conversão ao islamismo aconteceu enquanto o cantor, que cresceu como Testemunha de Jeová, gravava um álbum na casa de Steve Porcaro, tecladista que compôs uma música para o aclamado álbum "Thriller". Uma pessoa próxima a Jackson afirmou que o cantor foi aconselhado a se converter ao Islam pelo compositor David Whamsby e o produtor Phillip Bubal, que também são adeptos da religião.

Reverendo da Igreja Metodista defende diálogo no lar

O reverendo da Igreja Metodista Unida em Angola, Manuel Panzo Buta, defendeu hoje, quinta-feira, em Caxito, província do Bengo, a importância do diálogo entre os casais no lar, para se evitar a violência doméstica e outros conflitos.O reverendo, que falava sobre os índices de agressividade praticados atualmente no país, disse que o elevado número de casos de violência doméstica deve-se à falta de diálogo entre os cônjuges, amor ao próximo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas, drogas e de desentendimento nos lares. O prelado acrescentou que a agressão física, verbal, ameaças, fuga de paternidade, abandono de lar e de idosos e maus-tratos no seio familiar constam dos casos de violência doméstica. Manuel Panzo Buta afirmou que "a violência contra a mulher é mais frequente do que contra o homem, a qual algumas vítimas temem denunciar os agressores junto das autoridades judiciais, por vergonha, receio de perderem os seus lares ou falta de informação".

Quatro igrejas assaltadas por um casal em 30 dias

O mesmo casal de falsos fiéis que roubou a Paróquia Nossa Senhora das Dores, mais conhecida como Igreja dos Passarinhos, nesta semana, é suspeito de ter feito a limpa em outras três templos de Curitiba e região metropolitana.A Delegacia de Furtos e Roubos (DFR) investiga o caso e deverá divulgar, nos próximos dias, o retrato falado dos ladrões.As igrejas tornaram-se um dos alvos preferidos dos bandidos por conta de dízimos e ofertas e pela facilidade de acesso, normalmente, desprovido de aparato de segurança.Só neste ano, a Igreja dos Passarinhos, no Bigorrilho, foi assaltada duas vezes. Os marginais levaram até um passarinho da paróquia. A mais recente investida dos bandidos foi na tarde de quarta-feira, quando um casal bem vestido entrou na igreja pedindo informações sobre casamento. Depois de passarem um tempo fingindo que rezavam na gruta, os dois anunciaram o assalto.Duas secretárias, o padre Gabriel Figura e uma noiva foram feitos reféns. Antes de ser trancado no banheiro com as outras vítimas, o padre foi obrigado a revirar as gavetas da sacristia.O casal armado fugiu com jóias e pertences pessoais das vítimas, uma máquina fotográfica e R$ 3 mil dos dízimos. Testemunhas viram o motorista de uma caminhonete dando cobertura para a dupla.OutrasDepois que o assalto foi divulgado na imprensa, o padre disse ter recebido ligações de três igrejas que foram assaltadas por um casal com o mesmo perfil. Segundo o pároco, a Paróquia Santa Bertila, no Bairro Alto, foi assaltada no início deste mês. Há cerca de 30 dias, a Paróquia Nossa Senhora de Fátima, no Tarumã, também foi alvo do casal, assim como a Nossa Senhora da Luz, em Pinhais.O pároco disse já ter pensado em instalar uma porta com detector de metais, mas é contra colocar equipamento de segurança na frente da igreja. “Roubam até mercados equipados com câmeras”, comentou o padre, que trabalha na paróquia há 10 anos e nunca havia passado por ação semelhante.Investigação Segundo o delegado Paulo de Castro, da DFR, já há informações para o retrato falado da dupla no Instituto de Criminalística. O delegado afirmou também que uma equipe de investigação procura os assaltantes, que, conforme descrição das vítimas, não têm mais que 25 anos. A mulher é morena clara, tem 1,65 metro, cabelos pretos encaracolados e compridos. O rapaz é moreno claro, tem cabelo castanho, curto e crespo.

Comissão vai à ONU acusar Igreja Universal de intolerância religiosa

A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa entregou ontem ao presidente do Conselho de Direitos Humanos da ONU (Organização das Nações Unidas), Martin Uhomoibai, e à Secretaria de Promoção da Igualdade Racial relatório que diz existir uma "ditadura religiosa" promovida pelos neopentecostais no Brasil.O documento aponta a Igreja Universal do Reino de Deus como propagadora da intolerância religiosa no país, incitando a perseguição, o desrespeito e a "demonização", especialmente da umbanda e do candomblé. O documento relata 15 casos atendidos pela comissão que se transformaram em 34 ações judiciais no Rio de Janeiro, além de três vítimas que vivem ameaçadas e outros 10 casos de intolerância religiosa em outros quatro Estados. Há ainda um capítulo que trata do conflito entre neopentecostais e imprensa, que cita reportagem da Folha sobre o império econômico construído pela Igreja Universal. "A Igreja Universal do Reino de Deus, copiada por outras independentes, vem tentando intimidar a imprensa livre. Centenas de ações judiciais são movidas contra veículos de comunicação e profissionais da área", diz o relatório, referindo-se a mais de uma centena de ações na Justiça movidas por fiéis contra o jornal. Até agora, houve 74 sentenças, todas favoráveis à Folha. Em 13 casos, os juízes condenaram os autores por litigância de má-fé -quando se faz uso indevido da Justiça. A Folha telefonou para a assessoria jurídica da Igreja Universal em São Paulo, que solicitou um e-mail com as perguntas. Até a conclusão desta edição, não havia resposta. A Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, formada por 18 instituições, como a Federação Israelita do Rio e a Congregação Espírita Umbandista do Brasil, pediu para a ONU fazer o seu próprio diagnóstico sobre as denúncias. "Não estamos perseguindo ninguém, mas mostrando que a democracia corre risco. Estamos sendo demonizados em programas de rádio e TV", afirma Ivanir dos Santos, presidente da comissão. Segundo Ronaldo de Almeida, antropólogo da Unicamp, a Igreja Universal cresce combatendo outras religiões. Autor do livro "A Igreja Universal e seus Demônios", ele defende que a igreja fortalece seu discurso a partir da relação que estabelece entre religiões afro e problemas financeiros ou na família. "Seu discurso fica mais forte se demonizar os outros. Há, de fato, uma intolerância religiosa", explica Almeida. O uso da mídia por grupos dentro da Igreja Universal é destacada por Ricardo Mariano, doutor em sociologia pela USP. Para Mariano, os veículos são utilizados para atacar outras religiões. O sociólogo discorda, porém, do viés racista apontado pelo relatório. Segundo o professor, a atitude adotada pela Igreja Universal é motivada por questões estritamente religiosas. O subsecretário de Políticas para Comunidades Tradicionais da Secretaria de Igualdade Racial, Alexandro Reis, diz que o Plano Nacional contra a Intolerância Religiosa será apresentado em janeiro de 2010.

Jornal do Vaticano pergunta se Michael teria "morrido de verdade"

O jornal "L'Osservatore Romano", publicado pela Santa Sé, prestou tributo a Michael Jacksonem sua edição desta sexta-feira (26), em um artigo cujo título pergunta: "Terá morrido de verdade?"."Não seria estranho que, em alguns anos, alguém o reconheça em um posto de gasolina de Memphis, talvez junto a seu ex-sogro Elvis Presley, outro mito que, como Janis Joplin, Jim Morrison, Jimi Hendrix ou John Lennon, não morrem jamais na imaginação de seus admiradores", escreve Marcello Filotei, autor do artigo. O jornal vaticano discorre sobre a vida artística de Jackson, chamando-o de "menino prodígio", e fala também de um "percurso humano nada fácil" e "marcado por graves quedas" que tiveram repercussão em sua carreira. Filotei terminou por definir "novos gêneros que não são totalmente atribuíveis a qualquer área, porque neles não se pode distinguir entre branco e negro". "São bem conhecidas seus problemas judiciais por denúncias de pedofilia. Entretanto, nenhuma acusação, por má e vergonhosa que seja, foi suficiente para apagar sua lenda entre os milhões de fãs no mundo todo", continua o artigo. "A prova disso são as emocionantes reações despertadas pela notícia de sua morte, na qual muitos não acreditam. E talvez alguém já o tenha visto em Memphis", conclui.

R.R. Soares almoçou com a cúpula do SBT

O pastor R.R. Soares almoçou com a cúpula do SBT na terça-feira, 23 de junho. Foi o segundo encontro em pouco tempo -há quatro meses, ele também se reuniu com diretores da emissora.Em pauta, a possibilidade de ele ocupar um horário na TV de Silvio Santos. A assessora da rede, Maisa Alvês, diz que "se almoço houve, foi de cortesia". E nega que o SBT tope alugar horários da programação para o religioso. "Muito menos" o que é hoje de Gugu Liberato.R.R. Soares é cunhado e, ao mesmo tempo, concorrente religioso do bispo Edir Macedo, da TV Record -com quem Silvio Santos vem travando disputa renhida por estrelas da TV, entre elas Gugu. Dar a ele espaço no SBT significará cutucar a onça [no caso, Edir] com a vara ainda mais curta.

Definido local da gravação do próximo projeto do Diante do Trono

Após muita expectativa finalmente a gravação do próximo CD Diante do Trono já tem data e lugar para acontecer: dia 25 de julho em Belo Horizonte. Mas o lugar exato ainda não foi definido. Depois de oito anos sem gravar em casa um CD da série que deu nome ao ministério mineiro, o grupo retorna às origens.A ideia inicial era gravar em Manaus, porém as dificuldade encontradas foram muitas e a liderança acabou optando por mudar de cidade. Confira nessa entrevista exclusiva com Ana Paula Valadão o caminho que levou o DT a essa mudança e as impressões pessoais da líder do Ministério. No início do ano, durante uma ministração em Manaus, você manifestou a intenção de gravar o próximo projeto Diante do Trono ali. De onde veio esse desejo e por que Manaus? Desde o ano passado eu já orava sobre como e onde seria a próxima gravação. Depois de um tempo comecei a ter uma impressão de que deveríamos ir a Manaus. Vários acontecimentos chamaram a atenção do meu coração para o Amazonas. Um deles foi uma matéria que li sobre a Festa do Boi e entendo que um dos propósitos do Senhor para nós é profetizarmos nesses locais onde acontecem as festas do Brasil, celebrando Cristo, declarando que só Ele reina e é digno de ser adorado. Outro fato que chamou minha atenção foi o contato com missões na Amazônia e a necessidade de despertar a Igreja para esse campo dentro de nossas fronteiras. Quando orava por Manaus percebi também um sentido profético para a nação toda. O encontro das águas, como é chamado o encontro dos rios Negro e Solimões, ministrou ao meu coração sobre unidade. Dois rios caudalosos, ricos, tão diferentes, correndo lado a lado por quilômetros. Aos poucos as águas se misturam, formando o grande Amazonas. Creio que Deus tem uma unção para derramar sobre todo o país a partir de Manaus, trazendo cura para a Igreja em suas divisões e conflitos. Podemos ser diferentes, mas se de coração amarmos uns aos outros e deixarmos nossas “águas” se misturarem, veremos o maior Rio fluindo em nós e através de nós.Baseados nesses propósitos trabalhamos para gravar em Manaus. Porém, assim como em um sonho que tive ainda no ano passado, em que estávamos dentro de um rio muito turvo e turbulento, a ponto de quase nos afogarmos, as dificuldades foram muitas e não temos mais tempo hábil para prepararmos um evento tão grande ali. Apesar de ser difícil aceitar isso, a paz de que Deus está no controle, nos guiando, enche nossos corações.Quais foram as dificuldades encontradas ao longo do caminho? Durantes os 10 anos passados produzimos nossas gravações sem a ajuda de nenhum parceiro financeiro. Investimos acreditando que cada ajuntamento era ordem do Senhor, e que o propósito ia além de gravar músicas ou DVDs, mas tinha a ver com mobilizar, unir, gerar intercessão, clamor e arrependimento em favor de cada lugar para onde o Senhor nos direcionava (e os testemunhos de cada ajuntamento são maravilhosos!). Se fôssemos pensar em termos de lucro, jamais faríamos produções tão grandes, de entrada franca, que demandaram uma infraestrutura enorme, toda por nossa conta. Até recuperarmos o investimento feito tínhamos que vender muitos CDs. Mas continuamos obedecendo ao que cremos que foi a vontade do Senhor durante aquele tempo. Com a queda radical do número de vendas, devido principalmente à pirataria, passamos a ter que diminuir nosso investimento nas produções. Ano passado, no Recife, tivemos que cobrar ingresso e Deus levantou um parceiro, o dono da casa de shows onde gravamos, para dividir conosco os custos de produção. No DVD dos 10 anos também experimentamos a provisão sobrenatural de Deus, em que um homem não crente quis patrocinar a gravação e nos deu o que há de melhor. Nossos gastos foram mínimos e pudemos investir na produção do nosso documentário.Desta vez, em Manaus, buscamos parceiros financeiros, mas não alcançamos. Os custos simplesmente para transportar o grupo e equipamentos são enormes. Fizemos muitos contatos e agradecemos a Deus pelas pessoas que se levantaram e tentaram nos ajudar. Mas, depois de meses batendo em portas cerradas, preferimos crer que quando Deus abre a porta ninguém pode fechar, e o contrário também é verdade, ou seja: quando Deus fecha a porta, ninguém pode abrir.Recentemente foi divulgada uma carta assinada por você contando sobre o desfecho e a mudança do local. Você acredita que essa seria uma derrota diante das afrontas? Em cada gravação enfrentamos muitas dificuldades. Daria para escrevermos um livro contando histórias de cada ano, dos milagres e provisões que recebemos de Deus. Mas quando penso em afrontas do inimigo eu me lembro muito da gravação do DT 10, no Rio de Janeiro. Afinal, mesmo com recursos e todas as autorizações, éramos “jogados” de um lado para o outro, e até uma semana antes da data não sabíamos onde iríamos gravar. Mas, o impulso do Espírito Santo em nós era para prosseguirmos, não desistirmos, não retrocedermos. Desta vez a impressão foi outra. Lutamos até nossas forças se esgotarem, até não podermos mais prosseguir, para assim termos a certeza de que fizemos a nossa parte. Mas quando chegamos ao ponto de decisão, tivemos a paz de não lutar mais. Por isso não vejo como uma derrota. Retroceder nem sempre significa perder, se assim formos guiados por Deus.Cremos que há um propósito para esta gravação acontecer em outro lugar, e em breve saberemos as respostas. Quanto aos propósitos em Manaus, ainda estamos planejando ir até lá e orarmos pelo país no local do encontro das águas. Vamos também fazer um documentário de missões entre os índios e ribeirinhos no Amazonas. E quanto à festa do Boi, cremos que as vezes em que estivemos no Sambódromo, mesmo sem terem sido gravadas ou com grandes estruturas, foram oportunidades que tivemos de profetizar e celebrar intensamente ao Rei Jesus. E se o Senhor quiser, um dia ainda iremos registrar uma grande festa ao nosso Deus ali.A mensagem do Diante do Trono 12 seria sobre o Encontro das Águas, baseada no encontro dos rios Negro e Solimões. Com a mudança da cidade a mensagem central do CD mudará? Desde o início, quando comecei a compor as canções, o que veio ao meu coração foi escrever músicas para um culto a Deus. Ou seja, canções que pudessem ser cantadas em uma reunião na Igreja, para diversas ocasiões. Temos canções de renovo, de celebração, de vitória, de agradecimento, de arrependimento, de entrega e submissão, de adoração, de missões e de unidade. Portanto, penso que o título do CD não será mais Encontro das Águas, como seria em Manaus, mas vamos manter a música no repertório e teremos um momento de intercessão em favor da unidade da Igreja no Brasil e no mundo. Mas ainda não sei qual será o novo título. Assim que souber, divulgarei.A nova banda do CTMDT tem participado bastante das atividades do ministério. Eles terão alguma participação na gravação? Com certeza! Uma das minhas convicções é a de que devo sempre treinar e levantar outras pessoas. Fiz isso durante todos esses anos até aqui e tenho procurado ser sensível àqueles que Deus coloca em meu caminho, para que eu possa ser uma plataforma que levante outros. O CTM é um lugar riquíssimo em dons e talentos e a cada ano me alegro em conviver com uma nova geração de adoradores. Nem todos terão a oportunidade que esses jovens que convidamos para gravar este ano estão tendo, mas essa geração maravilhosa estará sendo representada pela Ana Paula Nóbrega, pela Roberta e pelo Israel, além do Juninho tecladista, do Jarley guitarrista e do Vinícius tecladista, sendo que estes últimos dois já integram o DT oficialmente.O que você diria às pessoas que têm orado pela gravação? Obrigada a cada um que ora para que a vontade do Pai seja feita em nós e através do nosso ministério. Podemos sentir o carinho nas palavras e nas manifestações daqueles que nos procuram, nos dando seu apoio nesta hora de decisão. Que também possamos nos alegrar juntos quando chegarmos ao final de mais uma missão que o Senhor nos dá, pela Sua graça.

Igreja que promete curar homossexual causa protesto de comunidades gays

Culto religioso promovido por uma igreja da cidade americana de Bridgeport, em Connecticut, está provocandoforte reação entre comunidades gays do mundo. A pastora da pequena igreja afirma que tira o “demônio” de homossexuais, “convertendo-os” em heterossexuais.Em vídeo postado no You Tube, um rapaz de 16 anos se contorce convulsivamente enquanto fiéis se mantêm calmos. “Você, demônio homossexual, levanta e sai daqui. Você, demônio, perca-se. Você, demônio do sexo, sua cobra”, gritam eufóricos na gravação. As imagens revoltaram jovens gays militantes e colocaram a igreja no meio de um debate nacional sobre a questão, segundo site da CNN. Patricia McKinney, pastora da congregação, que diz ser uma profeta, afirma estar até recebendo ameaças de morte por causa do vídeo. “Eu acredito em libertação, eu acredito em unção, eu acredito no poder de Jesus. Eu já fui ameaçada, já fui atacada, e não faz nenhum sentido para nós” disse ela, em entrevista pelo telefone à emissora de TV americana. Patricia afirma que ela não se refere aos eventos do vídeo como exorcismo, mas sim como uma “expulsão de espíritos imundos”. Segundo a religiosa, o rapaz foi à igreja e disse que queria ser um pastor, mas que lutava contra sua sexualidade. “Permitimos que (gays) venham à nossa igreja. Mas não podem permanecer com o mesmo estilo de vida”, afirmou. O caso foi reportado ao Departamento de Crianças e Família do estado. Mas representantes da causa gay não acreditam que possam dar início a algum procedimento legal contra a igreja. Preferem insistir, em diálogo aberto com os fiéis,
Irmaõs Vigia na Terra pois Muitos estão Pegando a prorpia Perseguição com as proprias Maõs.

Etiópia pondera revelar Arca da Aliança ao Mundo

Segundo o Patriarca, chegou a altura do mundo ter mais acesso à Arca que, garante, se encontra em bom estado, uma vez que “não foi feita por mãos humanas, mas é uma coisa abençoada por Deus”.Estará em estudo a ideia de construir um museu onde eventualmente a arca possa ser exposta, mas qualquer decisão teria que passar primeiro pelo Santo Sínodo da Igreja da Etiópia.
Segundo Paulos, uma decisão será anunciada na próxima sexta-feira, informa o portal italiano ADNKronos.
A Etiópia é o país independente cristão mais antigo do mundo, e foi um dos primeiros a adoptar o Cristianismo como
religião oficial. A esmagadora maioria dos cristãos pertencem à Igreja Ortodoxa, uma das que se separou da Igreja Universal por altura do Concílio de Calcedónia, e não se encontra em comunhão nem com Roma, nem com as Igrejas Ortoxas bizantinas, como as do Leste da Europa.
Uma tradição muito antiga assegura que a Arca da Aliança foi transportada para a Etiópia por um filho do Rei Salomão e da Rainha de Sabá, e que permanece no país desde então. De facto, as referências à Arca, um objecto central ao culto judaico, desaparecem do Antigo Testamento por volta dessa altura.
Alegadamente a Arca encontra-se numa Igreja situada numa ilha no meio de um lago na cidade de Axum, a antiga capital da Etiópia. É guardada perpetuamente por um monge que apenas é substituído quando morre.
A Arca tem um peso enorme na tradição cristã etíope, e em todas as igrejas do país se encontra uma cópia que é transportada nas procissões
religiosas.
Segundo o Antigo Testamento a Arca continha a presença viva de Deus. No seu interior encontravam-se os restos das Tábuas da Lei, as placas nas quais foram inscritos os dez mandamentos, e que Moisés quebrou no chão em fúria quando viu que o povo de Israel tinha construído um bezerro de ouro para adorar.
A falta de acesso à arca impede que a tradição etíope tenha alguma vez sido confirmada ou desmentida, algo que poderá mudar em breve.
estão Brincando com Deus Mesmo.

Roberto Brum, o jogador “Pastor do Santos” em entrevista, confira

Roberto Brum, 30 anos, é um jogador discreto em campo. Chega firme nos adversários, cede poucos espaços, é incansável na marcação. Fora de campo, esse fluminense de São Gonçalo é o oposto, como já pôde ser atestado em sua apresentação no Santos, há cerca de um ano, quando comparou a situação do clube com a de uma águia e virou sucesso no Youtube. Desde então, o volante coleciona declarações engraçadas e cheias de bom humor.Nesta entrevista exclusiva concedida ao Terra, no CT Rei Pelé, Roberto Brum não foi diferente. O volante santista cantou, fez piadas, imitou Romário, contou aventuras com Roger nos tempos dos juniores do Fluminense e relatou histórias engraçadas envolvendo Parreira e sua passagem pelo Coritiba.
Roberto Brum, evangélico fervoroso, chegou acompanhado de dois colegas de religião. Em uma mão, um cd de música gospel. Na outra, um óleo de igreja para ungir as pessoas no culto. Em quase uma hora de entrevista, a palavra Deus foi pronunciada mais de 20 vezes por Brum, chamado de pastor pelos companheiros de clube.
Nesta primeira parte da entrevista, Roberto Brum fala de como vem ajudando na recuperação de Pato Rouco, um morador de rua famoso nos arredores da Vila Belmiro. Pede, também, mais paz para Fábio Costa.
Confira a primeira parte da entrevista com Roberto Brum:
Terra - Você é um cara muito espontâneo. Acha que falta isso no meio do futebol?Roberto Brum - Não é fácil falar em público. Às vezes, o jogador é espontâneo no dia a dia e, quando chega nos microfones, fica acanhado. Principalmente os mais jovens.Me lembro que a primeira vez que fui até um programa de televisão, tremia muito. Até porque me pediram nos bastidores para que eu falasse mal do meu treinador na época, que era o Parreira. E ele era tudo pra gente: botou salários em dia, fez pré-temporada na Espanha, conseguiu musculação do bolso dele. Fez tudo. Então eu tremia da cabeça aos pés.
Terra - E como acabou sendo o programa?Brum - Quando me perguntaram se ele era tudo de ruim, eu neguei. Disse que não, que ele era tudo de bom. Ali já apontava que minhas entrevistas dariam repercussão (risos). O Parreira até depois me deixou recado no celular agradecendo e eu fiquei muito emocionado, tinha só 19 anos.Você tem que ser espontâneo e sincero, não forçar nada. A pessoa tem que chegar aqui e falar o que ela sente, o que ela acha. Não posso passar uma imagem que não é minha. Às vezes falta isso, sim.
Terra - Mas esse teu jeito tá te trouxe problemas?Brum - Esse caso mesmo, do Parreira, não deixa de ser. Mas eu tive problemas por falta de sabedoria, quando mais
jovem, de não saber falar as coisas na hora certa.
Terra - Teve algum caso que você se lembre?Brum - Um jogo no Maracanã, entre Fluminense e Coritiba e eu já estava no Coxa, com o Romário do outro lado. Estava 1 a 0 para a gente, botando o Flu na roda, dominando o jogo.Aí perguntei ao árbitro quando tempo faltava e ele me respondeu que cinco minutos. Aí pensei: “Vou cair no campo, ganhar um minuto. Aí entra um volante com sangue novo e acabou o jogo”. Então caí no chão, fiz aquela cena, rodei pra lá e rodei pra cá (cai na gargalhada). Já estava saindo, atrás do gol, e veio um
jornalista de Curitiba, que estava por lá cobrindo o jogo.Aí ele perguntou: “Brum, então, o que houve?”. Então eu respondi: “Saí pra dar o bicho pro meu companheiro, o jogo já tá no papo”. Mas aí, quando falei isso, só escutei o Maracanã gritando. Olhei para o jogo, e foi na mesma hora, e o baixinho comemorando, com a língua pra fora (Brum imita Romário). Fui pensando: “Pra quê fui falar isso?”. Quando fui chegando no banco de reservas, ele chutou aquela bola sem ângulo e entrou, entre o gol e a trave, 2 a 1 para o Fluminense. Quando cheguei em Curitiba, tomei tanta porrada, mas tanta porrada….(risos)
Terra - Jogador é obrigado a dar entrevistas?Brum - Nada forçado é legal, mas o torcedor merece saber como o jogador se expressa. Tem torcedor que deixa de comer para comprar ingresso, então eles merecem, mas não pode ser forçado. Eu trabalhei com um jogador que antes cortava cana, o Lima, ex-Coritiba e Atlético-PR. Ele chorava, era sensível. Depois entendemos que isso era por ele ser tímido. Hoje ele está soltinho (risos).
Terra - Você está bem em Santos, né?Brum - Se for a vontade de Deus, encerro minha carreira aqui. Estou super adaptado na cidade, já tenho casa, sou cidadão santista. Só falta transferir o título de eleitor para votar no Ari Jarrão (massagista do Santos e candidato a vereador). Nem ele votou nele, foram só três votos. Vou ser o cabo eleitoral dele, já tem slogan: “Ari Jarrão, chegou a solução, pro empregado e pro patrão”. É melhor que o do Maluf, o “rouba mas faz” (gargalhada).
Terra - Como é a história do morador de rua que você acolheu?Brum - É o Pato Rouco, uma figura carimbada na Vila Belmiro. Todo mundo o conhece, já estava mais de 30 anos perambulando no vício e agora também morando na rua. Ele me pedia dinheiro e eu respondia que não ia dar nada para ele usar crack, então ele me xingava. Sempre falei que daria um tratamento, se ele quisesse.Aí um dia fui andando do treino pra casa e ele foi me seguindo. Então parei e fiz uma oração para Deus transformá-lo. E ele começou a chorar, falando que tinha saudades da mãe. No fim do ano, ele me pediu ajuda.
Terra - E então, o que aconteceu?Brum - Aí eu e o Fabiano Eller o internamos. Ele gosta de ajudar, tem o coração muito bom. Então fomos na casa do Pato Rouco, no carrão do Eller, que parece um disco voador (risos) e pedimos a autorização da mãe dele. Hoje ele está lá há seis meses: enxerga bem, está com os dentes bonitos, com óculos, está gordo, lê a bíblia. Era fedorento e hoje está cheiroso (risos).
Terra - Você já tentou apaziguar um pouco o Fábio Costa?Brum - O Fábio é uma pessoa muito especial para mim. Quando o olhei pela primeira vez, fiquei com medo daquela cara de bravo dele. Uma vez tentei trazer ele pra Deus, mas parecia que tinha falado com um armário. Ele nem ligou. Mas ele começou a olhar minha
vida e um dia o filho dele pediu para que eu fosse até a casa dele pra falar de Deus. E nós não podemos julgar as pessoas.Quero que a pessoa que estiver lendo essa matéria no Terra, aponte o dedo para o espelho. Ele vai ver que tem mais quatro apontados para ele. Deus tem mudado o caráter do Fábio e ele está mudando

Teto de Igreja Assembléia de Deus desaba

SALVADOR - O teto da igreja Assembléia de Deus, na Rua Saldanha Marinho, em Salvador, desabou nesta manhã de quarta-feira. De acordo com as primeiras informações, funcionários trabalhavam na igreja, colocando o piso, quando o teto inteiro desabou. Segundo com os trabalhadores, minutos antes de desabar, os funcionários ouviram estalos e todos correram, conseguindo escapar sem ferimentos.

Evangélica processa Orkut por ser acusada de manter relacionamento extraconjugal com pastor

nome de uma empresária de Juiz de Fora do site de relacionamentos Orkut, sob pena de multa diária de R$ 500. No entanto, há uma determinação para que a empresária identifique as URLs em que consta seu nome, para que a empresa possa fazer a exclusão.A empresária entrou com ação judicial depois de fazer uma viagem à Europa com intuito missionário em agosto de 2008. Conforme constam os autos, ela é casada e membro de uma igreja evangélica. Tempos depois da viagem, ela teve a informação de que algumas fotografias referentes à viagem estavam no site de relacionamento com provocações e insinuações de que ela estaria mantendo um relacionamento amoroso com um pastor.
A empresária entrou com ação para que o seu nome, ou qualquer referência a ele, fossem retirados do site de relacionamentos, sob pena de multa diária a ser fixada pelo Judiciário. O pedido foi acatado pelo juiz da 5ª Vara Cível de Juiz de Fora.
A empresa recorreu ao Tribunal com o argumento de que não há meios de varrer ou monitorar os bilhões de páginas existentes no site para remover o conteúdo. Alegou ainda que, além da inviabilidade técnica, o pedido configura uma forma de censura e supressão do direito à livre manifestação do pensamento dos
usuários, garantida pela Constituição Federal.
O desembargador Nicolau Masselli acatou em parte o recurso, pois entendeu que é impossível fiscalizar todas as páginas criadas. Sendo assim, o relator manteve a determinação, mas com a condição de que as URLs sejam identificadas pela empresária. O argumento da liberdade de expressão não foi aceito pelo desembargador, que alegou que a Constituição Federal garante a liberdade de expressão, mas veda o anonimato.