Igreja Evangelica Jesus Cristo é o Senhor: Maio 2013

quarta-feira, 29 de maio de 2013

O Culto da Vitoria e da Benção

no dia 25 do Mês de Maio Foi Realizado a Inauguração da  Sede Nacional da Igreja Evangélica Profetizando vida as Nações na Cidade de Teolandia Bahia Brasil  do Pastor Edinaldo, na o oportunidade o Pastor José Carlos esteve Presente e Ministrou a Palavra no Domingo pela Manhã  também esteve presente a Dupla Gospel de Cantores Jotta Alves e Hilton que foi uma Bênção e Almas se Converteram  a Jesus Cristo





































.

segunda-feira, 13 de maio de 2013

Feliciano

Feliciano diz que vivemos o início de uma perseguição religiosa

O deputado lembra que está sendo acusado de um crime que não existe no Brasil.


Em entrevista ao canal da CPAD News, o deputado federal pastor Marco Feliciano (PSC-SP) comentou sobre as perseguições que tem sofrido e anunciou que tudo isto é apenas o início de uma perseguição religiosa.

O parlamentar que assumiu a presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias sob diversos protestos também comentou sobre a moção de apoio assinada pelos pastores da igreja Assembleia de Deus que estavam reunidos em Brasília para participar da 41ª AGO.

Feliciano diz que ficou surpreso com a moção de apoio aprovada por todos os pastores presentes. Ele lembrou que uma publicação havia divulgado que a AD não estava de acordo com sua postura e que não o apoiaria.

“Essa moção me deixou emocionado, porque hoje eu acordei com uma notícia de que a minha igreja teria dado as costas pra mim”.

Depois de saber que seu ministério está de acordo com sua permanência na CDHM, Feliciano diz que está mais fortalecido. “Tudo o que estão fazendo comigo é o início de uma perseguição religiosa”, disse.

Como deputado, ele diz que nesses mais de dois anos de mandato sempre lutou em favor da família tradicional o que tem gerado ódio naqueles que são contra a esses princípios.
Feliciano citou também que está sendo processado por homofobia, um crime que não existe no código penal brasileiro. 

“O que o Brasil todo está vendo acontecer comigo é aprovação impositiva do PL 122″.“O artigo 5º da Constituição Federal me guarda e me protege. Eu tenho direito de expressão, liberdade de expressão e liberdade de consciência”.

Evangélicos protestam

Evangélicos protestam contra petistas condenados pelo STF


O Protesto ocorreu sem nenhum alarde, nenhuma confusão, nenhum palavrão e a Sessão da CCJ transcorreu sem nenhum problema.


Por Heverton de Oliveira para o Ligado no Gospel
Na última quarta-feira (17) uma mobilização foi feita por evangélicos que se reuniram na sala onde acontecia a reunião da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ), em Brasília, com a finalidade de manifestar a repulsa a permanência dos deputados José Genoino (PT-SP) e João Paulo Cunha (PT-SP), condenados pelo STF.
O manifesto serviu, também, para pedir a Marco Feliciano (PSC-SP) que continue na presidência da CDHM.
Os manifestantes evangélicos levaram placas com as frases: “Cristão protesta com educação”,“Fora Genoino”, “Sim à Família”,  dentre outras. Não houve tumulto e a sessão transcorreu sem nenhum alarde, diferente das manifestações de ativistas contra o pastor Feliciano.

+ Site promove pesquisa de opinião: Você é contra ou a favor do casamento Gay?

Malafaia Elogia manifestantes 

Envolvido ativamente na luta pelos direitos do cidadão. O pastor Silas Malafaia, comentou sobre o protesto contra Genoino. Ele parabenizou o ato e disse que os envolvidos ensinaram os ativistas gay (que protestam contra Feliciano) como se deve fazer uma manifestação.

“O que vimos acontecer agora em uma manifestação na CCJC, pedindo a saída de José Genoino e de João Paulo Cunha, deputados condenados pelo STF no processo do mensalão, é uma aula de democracia e civilidade. Nenhuma gritaria, nenhum palavrão, nenhum cartaz com ofensas morais. Na verdade, nenhuma palavra dita, apenas cartazes com dizeres civilizados...” Será que o ativismo gay aprenderá com a gente? Pois nos chamam de fundamentalistas e antidemocráticos. É para rir, hahaha. Espero que a sociedade veja quem são os verdadeiros intolerantes.

Silas está organizando uma manifestação pacífica em nome da família tradicional, contra o aborto e pela liberdade de expressão e religiosa para o dia 5 de junho.Com informações de Gospel Prime.

Milhares protestam

Milhares protestam contra legalização do casamento gay na França

Manifestação foi organizada de última hora, antes da aprovação da lei que vai permitir o casamento entre homossexuais no país.
Milhares de opositores ao casamento entre pessoas do mesmo sexo marcharam por Paris agitando bandeiras nas cores rosa e azul neste domingo, em um protesto de última hora antes da aprovação de uma lei na próxima semana que permitirá a união e a adoção de crianças por esses casais. Entoando "Nós não queremos sua lei, Hollande", cerca de 50 mil manifestantes se concentraram atrás de uma faixa com os dizeres: "Tudo nasceu de uma mãe e um pai", alegando ser antidemocrático realizar uma mudança social tão fundamental sem a realização de um referendo.
Apressadamente organizada depois que a aprovação da lei foi agilizada a fim de evitar uma grande manifestação que aconteceria no final de abril, a marcha deste domingo foi o mais recente protesto em meses de manifestações da oposição, que tem manchado a principal proposta de reforma social do presidente François Hollande.
"Nós avisamos o presidente em novembro que não desistiríamos e que faríamos de tudo para evitar que esta lei fosse aprovada, ou para revogá-la se for aprovada", disse um dos organizadores do protesto, Alberic Dumon, à Reuters.

Serve de exemplo, para os Brasileiros, se moverem e lutar pelo seus ideias.

Três Histórias

Três Histórias, Um Destino = Um sucesso


Filme vai a cinemas de EUA e Europa

Por Heverton de Oliveira para o Ligado no Gospel

O filme Três Histórias, Um Destino, lançado nos cinemas brasileiros em 2012, fez tanto sucesso nas bilheterias que após estar disponível em DVD, bateu recordes de vendas. Mas, segundo informações de um site Cristão na Internet, o longa, baseado em um livro escrito pelo missionário R.R. Soares, da Igreja Internacional da Graça de Deus, deverá ser distribuído em outros países. A princípio a Graça Filmes, teria fechado contratos na África do Sul, Austrália e países da Europa e América do Norte.


Esses são só alguns dos números que Três Histórias, Um Destino alcançou.

Foram mais de 280 mil pessoas que assistiram ao filme, em 50 salas de cinemas que o exibiram. Em menos de seis meses já vendeu mais de 135 mil cópias. O filme também será exibido em mais 50 salas de cinema nos Estados Unidos, podendo repetir o sucesso que obteve no Brasil.



Com tanto sucesso, a ideia da empresa Graça Filmes é investir em novos longas do mesmo segmento. Ygor Siqueira, diretor da Graça Filmes disse:

“Três Histórias, um destino – se tornou uma referência no mercado cinematográfico brasileiro. Foi o primeiro filme produzido para o público evangélico, uma produção nacional e rodado na terra do cinema. E conseguimos lançá-lo em mais de 50 salas de cinema no país todo. Sem dúvida que nossa meta agora é buscar produções que ultrapassem os números de espectadores de nosso primeiro longa metragem”.

Deputados

Deputados Católicos e Evangélicos juntos contra o aborto

Diferentes em suas doutrinas, religiosos se unem a favor da vida.

São Paulo - 23 de abril. Heverton de Oliveira para o Ligado no Gospel.

Evangélicos e católicos tem divergências, principalmente no que se diz respeito a teologia. Apesar de ambos se declararem cristãos, há uma diferença enorme em suas convicções e praticas de fé. Teologicamente não há concordância em seus dogmas e doutrinas. 

Porém, nas ultimas semanas, conturbadas em volta da política e das leis brasileiras, viu-se um fenômeno um tanto diferente. Ao que parece, quando necessário, deputados evangélicos e católicos conseguem andar unidos. Segundo o site Gospel Prime, a ''Bancada Religiosa'',(formada por deputados católicos e evangélicos) da Câmara pediu nesta semana a instalação de uma CPI sobre aborto. Os deputados também, querem aprovar o chamado “Estatuto do Nascituro”, que legisla sobre os direitos do feto desde sua concepção.

O deputado João Campos (PSDB-GO), presidente da bancada evangélica, explica que essas duas propostas são uma resposta às mudanças sugeridas pelo Senado durante os estudos para a reforma do Código Penal. 

“Nós queremos apurar com essa CPI, o financiamento do aborto no Brasil, tanto por instituições internacionais, quanto pelo governo da presidente Dilma Rousseff. Além disso, vamos investigar o comércio de produtos abortivos e as clínicas que fazem aborto”, justificou.

Com a assinatura de mais de 200 deputados, o pedido de CPI já foi entregue ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Hoje (23), os evangélicos terão uma reunião com Alves para debater os dois assuntos.

O Estatuto do Nascituro foi apresentado por Luiz Bassuma (PV-BA), que é espírita. Como ele não foi reeleito, a proposta foi arquivada. Retomado pelos religiosos, o projeto atualmente está na Comissão de Finanças e Tributação da Câmara, que deve analisar se a proposta é viável do ponto de vista financeiro. 
Em seguida, segue para a CCJ e, posteriormente, para o Plenário. 

“Para nós e para os católicos, a vida começa na concepção e por isso vamos lutar juntos por esse direito”, afirma o deputado Campos, comemorando que recebeu o apoio da Confederação Nacional dos Bispos do Brasil.

Nada de Novo


A luta contra o aborto já uniu os deputados católicos e evangélicos em outro momento. Em 2012, o líder católico, Salvador Zimbaldi (PDT-SP), juntamente com João Campos e Roberto de Lucena (PV-SP) pastor da igreja O Brasil para Cristo, trabalharam juntos na tentativa de impedir os efeitos da decisão do STF que permite o aborto de crianças anencéfalas.
Zimbaldi também já se manifestou contrário ao casamento entre homossexuais e os projetos que criminalizam a homofobia. O deputado apresentou, juntamente com vários outros deputados religiosos, um projeto de lei que garante às igrejas o “exercício de atos litúrgicos em estrita conformidade com os respectivos ordenamentos religiosos”. - Com informações do post de Gospel Prime.

Ex-presidente

Ex-presidente Lula, agora novo colunista do The New York Times

Sei que este artigo sai um pouco dos padrões de notícias deste site, mas tive que postar essa *matéria! Me admiro ao ver nosso ex-presidente alçando cada vez vôos mais altos e se preocupar com questões que a princípio não se dirijam a ele. Aliás o ex-presidente Lula cada vez nos surpreende com gesto de "bondade", seja no seu governo, seja na sua vida pessoal.

A ultima que fiquei sabendo dele, foi uma provável visita aos corintianos que estão morando... (quero dizer), presos em uma prisão da Bolívia, na tentativa de acelerar o processo de liberação dos torcedores. Um ato de amor e respeito a fiel torcida, já que o ex-presidente disse publicamente ser ''corintiano, maloqueiro e sofredor.''
E outra vez ele aparece com destaque. O petista irá escrever uma coluna mensal que será distribuída pela agência do jornal norte-americano The New York Times. Segundo informações do Instituto Lula, o ex-presidente se reuniu nesta segunda-feira 22 com Michael Greenspon, diretor-geral do serviço de notícias do periódico. Os textos de Lula tratarão de política e economia internacional, além de iniciativas para o combate à fome e à miséria no mundo.
O ex-presidente também recebeu o prêmio “Em Busca da Paz”, conferido pelo International Crisis Group.
Em seu discurso, disse que o combate à fome e à miséria é o caminho para transformar o século 21 em uma era de paz.
 “Combater a fome e a miséria em escala global é o passo mais importante que podemos dar no caminho para a paz. E depois do que conquistamos no Brasil, eu me recuso a duvidar da nossa capacidade de fazer um mundo melhor. Combatendo a fome e a miséria, promovendo o diálogo e o respeito entre os povos, podemos fazer do Século 21 a era da paz”.
O que vamos ver daqui um tempo sobre nosso ex-presidente? Ao que parece o ''companheiro'' quer muito trabalhar.

Parlamento

Parlamento Francês aprova união entre pessoas do mesmo sexo

Em votação apertada, 331 deputados aprovaram e 225 foram contra, decisão pode ser mudada.

São Paulo, 23 de Abril, Heverton de Oliveira para o Ligado no Gospel

Deputados da França aprovaram hoje (23) a união entre pessoas do mesmo sexo. A votação na Assembleia Nacional, tornou a França no 14º país a legalizar a união homossexual, vale lembrar que segundo a ONU existem 191 países. A lei foi aprovada por 331 votos a favor e 225 contra. A decisão pode ser mudada caso alguém entre com recurso.

Parlamento Francês aprova união homo-afetiva


Poder da mídia

Nos últimos dias, várias agressões contra homossexuais tiveram destaque exagerado na imprensa francesa.

Controvérsia 

No mês passado houve um protesto liderado pela humorista Frigide Barjot onde mais de 300 mil pessoas se reuniram nas proximidades do Arco do Triunfo para uma passeata, segundo a polícia francesa. Mas, de acordo com a organização 1 milhão e 200 mil pessoas marcharam contra a união homo-afetiva. A sociedade francesa se divide em opiniões, mas segundo fontes, a maioria da população se declara contra a lei aprovada hoje. 


Mais de 1 milhão de pessoas protestam contra casamento gay na França.

Países a legalizarem ainda são minoria

Segundo a Onu, existem 191 países no planeta Terra, destes apenas 14 aprovaram a lei que regulariza o casamento homossexual. Ao que parece, isso deve continuar assim, visto que o Papa Francisco declara-se contra a prática, e, o mesmo, tem grande influência sobre a população global. Nos países da Asia, como a Índia, dificilmente a lei entrará em vigor. No Brasil, a maioria da população se declara contra. 

Confira o infográfico criado pelo site Ligado no Gospel.
Clique na Imagem para ampliar.



Arcebispo

Arcebispo de Bruxelas é atacado por ativistas do Femem

Um grupo de ativistas do Femem surpreendeu o arcebispo de Mechelen-Bruxelas, Andre-Joseph Leonard, enquanto ele discursava em uma conferência na universidade de Bruxelas, na Bélgica.
As ativistas tiraram as blusas e foram para cima do religioso protestando aos gritos contra a posição da igreja sobre o casamento gay e adoção de crianças por casais formados por pessoas do mesmo sexo.
Com seus corpos pintados com frases de protestos, uma delas dizia “meu corpo, minhas regras”, as quatro mulheres tiveram que ser retiradas da sala por seguranças. A polícia chegou a levá-las para prestar depoimento, liberando-as em seguida.
O arcebispo em momento algum olhou para as manifestantes e nem se irritou quando elas lhe atacaram jogando água. Ao sair do local, o arcebispo beijou uma imagem da Virgem Maria e foi embora em silêncio.